Fruitvale Station: A Última Parada

Fruitvale Station - A Última Parada (Foto: Divulgação)

Fruitvale Station – A Última Parada (Foto: Divulgação)

O dia era 31 de dezembro de 2008, um grupo de jovens estava prestes a ver os fogos de artifícios em Oakland, na Califórnia, quando desceram na estação título do filme, Fruitvale, e depararam com uma confusão que culminou com a morte de Oscar Grant com o tiro disparado da arma de um policial. Oscar, assim como no Brasil, foi mais um jovem negro vítima da imprudência e preconceito policial.

Baseado em uma história real, Fruitivale Station, que estreia nesta sexta-feira (31) no Brasil, começa com a cena do incidente registrado por diversos celulares, no momento do tiro escuta-se gritos e a voltamos vinte e quatro horas antes para conhecermos a rotina de Oscar. Durante as horas percebemos a vida frustrada da personagem, em extraordinária atuação de Michael B. Jordan,  de origem pobre, desempregado, traficante, pai de família,com crise conjugal e familiar, além de ter em seu histórico alguns anos de prisão.

O filme explora as reflexões de Oscar e o intuito, mesmo que tardio, de abandonar a ilegalidade e tentar uma reviravolta na vida de modo a fornecer melhor condição para sua filha e esposa. O estreante diretor  Ryan Coogler elabora a película utilizando de forma documental a rotina de Oscar e sua convivência no submundo para tentar sobreviver às ruas e financeiramente. As sequências em que Oscar está sozinho refletindo é a demonstração da fraqueza do personagem no modo de vida mergulhado e mesmo que tente sair sempre será puxado de volta por necessidade de faturar dinheiro para ajudar a família.

Outro aspecto é a excelente atuação da vencedora do Oscar, Octavia Spencer, interpretando a mãe do personagem principal. Desiludida, mas sem aparentar, Octavia faz uma mãe que torce pelo desempenho do filho e como toda matriarca enxerga um facho de esperança em Oscar, porém os percalços que ela enfrentou na constituição do filho é frustrante. A sequência da visita da mãe no presídio é excelente, mérito de dois atores que incorporaram muito bem seus personagens e demonstram segurança no diálogo elaborado na cena.

Vencedor do prêmio “Um Certo Olhar”, em Cannes, e de Melhor Filme pela escolha do público e do Júri no Festival de Sundance, Fruitvale Station é o relato do jovem estadunidense da classe baixa e afrodescendente que percorre a vida com os obstáculos preconceituosos de uma sociedade ainda enraizada com a segregação racial, de modo a apontar um culpado por causa de sua cor de pele e vitimá-la no meio de uma estação.

Mesmo com o desfecho conhecido pelo espectador é importante acompanhar as últimas 24 horas de Oscar, vislumbrar a reflexão do jovem sobre a sua escolha e as condições enfrentadas para desempenhar uma melhor qualidade de vida à sua família. O começo de uma nova vida é interrompido com um tiro, O tiro torna-se a revolta de uma sociedade  que em pleno século XXI ainda presencia o preconceito racial e social.

Cenas de Fruitvale Station  (Foto: Divulgação)

Cena de Fruitvale Station (Foto: Divulgação)

Fruitvale Station – A Última Parada

Ano: 2013

Direção: Ryan Coogler

Elenco: Michael B. Jordan, Octavia Spencer, Melonie Diaz, Chad Michael Murray

Jorge Filholini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s