Filme turco vence a Palma de Ouro do Festival de Cannes

festival-cannes-2014

Neste sábado (24) chegou ao fim a 67ª edição do Festival de Cannes, premiando com a Palma de Ouro – principal prêmio do festival – o longa turco “Winter Sleep”, dirigido por Nuri Bilge Ceylan.

O filme narra a história de Aydin, um ator aposentado que gerencia um hotel no centro de Anatolia com sua jovem esposa Nihal, com quem tem uma relação tempestuosa; e com sua irmã Necla, que está se recuperando de um divórcio. Quando a neve começa a cair, o hotel se torna o refúgio desta família, mas também um ambiente com potencial de aumentar suas animosidades.

Na cerimônia, nomes consagrados da sétima arte também foram premiados pela crítica, como Julianne Moore, melhor atriz por “Maps to the Stars”; Timothy Spall, melhor ator por “Mr. Turner” e Bennett Miller, melhor diretor pelo o elogiado “Foxcatcher”.

Winter Sleep

Winter Sleep

COMEMORAÇÃO – O maior destaque desta edição foi a presença, na última sexta-feira (23), do diretor Quentin Tarantino em uma celebração dos 20 anos da estreia de “Pulp Fiction” no festival, que recebeu no mesmo ano a Palma de Ouro.  Durante a comemoração, Tarantino declarou: “A Palma de Ouro é o maior prêmio da minha carreira”. Os atores Uma Thurman e John Travolta também participaram da comemoração, ambos atuaram no longa de 1994.

No evento, Tarantino listou seus diretores preferidos destacando o espanhol Pedro Almodóvar e o americano David Fincher. Outro aspecto revelado pelo diretor é o desejo de adaptar “Django Livre” em minissérie. Ele declarou que ainda existem 90 minutos que não foram na versão original e pretende aproveitar o material no formato diferente do cinematográfico. Sempre polêmico, Tarantino mais uma vez criticou o formato digital dos filmes e lamentou que as produções em 35 mm estão chegando ao fim.

Tarantino com John Travolta e Uma Thurman

Tarantino com John Travolta e Uma Thurman

REAÇÃO DO PÚBLICO – Considerado um dos maiores festivais da sétima arte, o Festival de Cannes é o termômetro das produções que almejam lugares nas principais listas de premiações, como Globo de Ouro e o OSCAR. Um dos principais detalhes das exibições dos filmes são as reações do público, em sua maioria críticos de cinema e imprensa.

A sinceridade do espectador é grande que as clássicas vaias estão sempre presentes nas exibições, e nesta edição não foram diferentes. Até mesmo nomes consagrados do cinema não escapam da posição negativa, o filme baseado na atriz e princesa de Mônaco, Grace Kelly (Nicole Kidman), “Grace: A Princesa de Mônaco” abriu o festival e teve uma péssima avaliação do público e crítica. Para os críticos, o filme é absolutamente ruim, apresentando roteiro irregular e atuações terríveis do elenco. Teve crítico que comentou que não conseguia identificar a atuação dramática de Nicole Kidman devido os excessos de botox.

Outro que também não escapou da vaia foi o ator Ryan Gosling. Em sua primeira empreitada na direção, seu filme “Lost River” não foi muito bem recebido pelo público. Apresentado na mostra “Um Certo Olhar, a crítica apontou exagero nas cenas experimentais de Gosling, tentando provar sua qualidade original, mas que ficou parecida com os enquadramentos do diretor Nicolas Winding Refn. Gosling já havia trabalhado em duas produções de Refn, o cultuado “Drive” e o não muito bem recebido “Only God Forgives”.

Nicole Kidman como Grace Kelly

Nicole Kidman como Grace Kelly

SURPRESAS – O ator e comediante Steve Carell, de O Virgem de 40 Anos, Little Miss Sunshine e da série The Office, surpreendeu os críticos no papel dramático no filme “Foxcatcher”, dirigido por Bennett Miller – Capote e Moneyball. Baseado na história real da equipe Foxcatcher, associação de luta livre financiada por John Du Pont (Carell), herdeiro do império da indústria química e um apaixonado pelo esporte, e o campeão olímpico da categoria Mark Shultz (Channing Tatum), que resultou no assassinato de Dave Shultz (Mark Ruffalo), irmão mais velho e treinador do lutador, em 1988.

Segundo os críticos, Carell – que está em cena com uma maquiagem pesada para caracterizar Du Pont –  rouba toda a sequência  do filme com marcante performance e já se tornou forte candidato para a categoria de Melhor Ator no OSCAR 2015.

Steve Carell em “Foxcatcher”

Steve Carell em “Foxcatcher”

Confira a lista completa de vencedores do Festival de Cannes 2014:

Palma de Ouro

Winter Sleep

Prêmio do Júri

Dividido entre Mommy e Goodbye to Language

Grand Prix

Alice Rohrwacher – The Wonders

Melhor Ator

Timothy Spall – Mr. Turner

Melhor Atriz

Juliane Moore – Maps to the Stars

Melhor Diretor

Bennett Miller – Foxcatcher

Um comentário sobre “Filme turco vence a Palma de Ouro do Festival de Cannes

  1. Pingback: Filme turco vence a Palma de Ouro do Festival de Cannes | Áfricas - orgulho de ser!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s