O Candidato… Mentira!

Não sou demagogo… Mentira… Muito menos hipócrita… Mentira… Estou aqui para falar um pouco da minha luta… Lá vem… Que começou na juventude… Devia ter parado quando jovem… Em uma batalha com a pobreza… Já apelou… Passei fome… Menos, vai… Almoçava rezando para na janta ter comida… Eita… Olhava para o futuro e não enxergava solução… E com você terá?… Mas eu queria construir uma história… Muita obra e pouca solução… Ver meu povo sorrir… Só se for de raiva… Partilhar de nosso pão… Ah, apela não… Contemplar um período bom… Com você, duvido… Valorizo todas as classes… Que lhe dê menos custo… Vou mudar esse país… Pra pior… Com suor… Enxuga, vai… Com unhas e dentes… Enjaule esse ser, por favor… Passar calor… Hã?… Só para oferecer o sustento do meu povo… Que sufoco.

Olha, meu amigo… Sai pra lá… Vamos crescer juntos… Impossível… Plantar a semente do futuro… De novo?… Lembrar que o nosso país tem força… Para retroceder… Criatividade… Estou vendo… Sintonia… Entre eu e você, jamais… Ganhar dignidade… Em que fase?… Tenho convicção de onde eu vim… por favor, volte… E não quero que meu povo passe por isso… Mentira… Sou diferente dos demais… O mesmo papo… Sei o que faço… Merda… Sou um homem responsável… faça mil favor… Capaz de colocar meu mandato a servi…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………. Porra, Flavinho, por que colocou no mudo?………. Sempre penso em um futuro… Não perdi nada… O futuro da juventude… Só se for com a borracha no lombo deles… Aquele que estuda para formar um cidadão… Sem forçar, vai.

Penso… Fodeu… Que o país tem tudo para dar certo… Com você, não… Me orgulho de participar desta certeza… Lamentável… Me orgulho de ser o seu candidato… Jamais… Seu responsável… Tô fora… Para governar com trabalho… Atrapalho… Incansável sentimento de luta… blá-blá-blá.

Tenho a consciência de mudar… E mude… conquistar… Mais dinheiro… Determinar… Na truculência… Solidarizar… Com a sua conta bancária… Demonstrar competência… Em uma casa na praia… Fornecer amparo… Tá, louco… Assumir compromisso… Com empresários… Construir e reformar a base… Base financeira… E ver meu povo sorrir… Dessa sua piada… Obrigado! Vai…

Agora cale a boca que vai começar a novela!

Jorge Filholini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s