I Savanas do Cerrado – Jornada de Literaturas Africanas acontece em Brasília

10620140_704648862942715_6087192153563361374_oNa próxima terça-feira (9), acontece o I Savanas do Cerrado – Jornada de Literaturas Africanas: “Artur Arriscado e os 50 anos de ‘Nós Matamos o Cão-Tinhoso'”. A jornada é organizada pela Cátedra Agostinho da Silva e pelo Grupo de Pesquisa Mayombe e será realizada na Universidade de Brasília (UnB).

Nós matamos o Cão-Tinhoso

Nós matamos o Cão-Tinhoso

O evento tem como objetivo apresentar e discutir as literaturas africanas, além de prestar uma homenagem ao escritor angolano Artur Arriscado, autor de Sakalumbo – O Contador de Estórias (2002), Tatchi-Força (2003) e Miassos da minha Terra (2006), que faleceu em setembro do ano passado.

Ondjaki

Ondjaki

A jornada também celebra o cinquentenário da publicação do livro Nós matamos o Cão-Tinhoso (1964), do escritor moçambicano Luís Bernardo Honwana. O livro de contos é considerado uma das obras fundamentais da literatura moçambicana, abordando, segundo Inocência Mata, simbolicamente a situação política do país, em que o Cão-Tinhoso seria a representação do sistema colonial, abatido numa apoteose de tiros, um prelúdio de uma nova Moçambique.

O escritor angolano Ondjaki, autor de Bom Dia Camaradas (2001) e AvóDezanove e o segredo do soviético (2008), tem presença confirmada no evento. As inscrições devem ser feitas no local. Serão fornecidos certificados aos participantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s