No domingo de Páscoa, a Casa das Caldeiras traz uma programação especial para todas as idades

unnamed

No domingo, dia 05 de abril, a Casa das Caldeiras abre suas gigantes portas para um evento especial! Nesse dia, as Caldeiras recebem a terceira edição do Festival Órbita e também uma celebração com a exposição Tempo Forte, trazendo o resultado de trabalhos realizados durante a ocupação artística do último ano.

Com sua imponente e histórica arquitetura, a Casa das Caldeiras promove arte de forma democrática, e permite, através de editais de ocupação artística e eventos de produtores independentes, uma ocupação diversificada do espaço por parte dos artistas e da própria comunidade.

 UM PASSEIO POR DIFERENTES LINGUAGENS NO MESMO LOCAL

A Casa das Caldeiras, bastante conhecida pelo grande público por sua incrível obra arquitetônica, agita os domingos paulistanos com muita diversidade e alegria com a programação do projeto TODODOMINGO MUSICAL EM SP, que vem anualmente se consolidando como um dos projetos mais democráticos de São Paulo, promovendo ações culturais com foco na produção independente, das mais variadas vertentes artísticas para o público de todas as idades.

“O objetivo do projeto é estimular o diálogo entre diversas propostas culturais da cidade que tem em comum a música como principal elemento, através do incentivo à produção e criação artística, valorização do processo, inclusão social e lazer com conteúdo. Tudo isso, através de uma programação que ocupa o espaço histórico, de diferentes formas, tomando conhecimento de uma arquitetura única e de um patrimônio que é tombado” – explica Joel Borges, responsável pelo projeto cultural da Casa das Caldeiras ‘TODODOMINGO & OBRAS EM CONSTRUÇÃO – Programa de residências artísticas e de pesquisa’.

Com as últimas edições, o TODODOMINGO MUSICAL EM SP conquistou forte relação e envolvimento do público, que passou a ocupar não só a área principal da Casa das Caldeiras, mas também o jardim, o túnel e outros espaços, chegando a atingir a lotação total da Casa, que possui capacidade para 1200 pessoas.  O público estimado por domingo, é de 5000 pessoas, que vão se alternando de acordo com as atividades.

Os administradores da Casa das Caldeiras, acreditam que essa ocupação natural, por parte do público, enriqueceu o programa, que agora conta com um jardim, que trouxe, por exemplo, reggae ao ar livre; um túnel que recebe diferentes intervenções e performances, além de todo o movimento artístico que acontece no salão principal, pistas e demais espaços.

A diretora Karina Saccomano, explica: “A Casa é cheia de simbolismos que os grupos acabam incorporando no processo e nós valorizamos muito isso. Gostamos de trabalhar com valores e com coisas que sejam verdadeiras, e que acima de tudo permaneçam. Física e culturalmente, podemos dizer que hoje, a Casa das Caldeiras é um local de resistência. Valorizamos a memória e a história.”

O TODODOMINGO MUSICAL EM SP é um programa realizado com o apoio do PROAC/2014 (Programa de Ação Cultural da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo), e da empresa Grupo Petrópolis.

A programação do TODODOMINGO, inclui um evento diferente a cada domingo como o Festival Órbita, AfroBrasilidades, For Fun Party, Samba Rock Plural, Festival Expresso Jazz São Paulo, Encrespa Geral, PIB-Produto Instrumental Bruto, Calefação Tropicaos, Caldeirão do Negão ( em parceria como Instituto Feira Preta), entre muitos outros.

PROGRAMAÇÃO DOMINGO DE PÁSCOA – ESPECIAL

No dia 05 de abril, a Casa das Caldeiras abre suas portas para um evento especial no domingo de páscoa. Além da programação normal do projeto TODODOMINGO Musical em SP, que traz a terceira edição do Festival Órbita; a associação apresenta a exposição Tempo Forte, com o resultado dos trabalhos realizados durante ocupação artística do último ano nas Caldeiras. O evento ocupa mais uma vez os espaços históricos da Casa das Caldeiras,

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFESTIVAL ÓRIBA & TEMPO FORTE… Ocupação artística nas Caldeiras 

Horário das 16h as 22h

Entrada gratuita. Censura Livre. Não possui estacionamento no local.

A terceira edição do Festival Órbita, chega à Casa das Caldeiras com participação de diversos artistas representativos do atual cenário, buscamos quebrar barreiras estabelecidas, orbitando cultural, musical e artisticamente em São Paulo, unindo projetos e produtores independentes.

No intuito de estimular a interação de pessoas de todas as idades e culturas, o evento acontece em meio à fanzines, fotografia, colagens, pinturas, roupas e itens gastronômicos, criando um pequeno bazar ‘faça você mesmo’, formado por coletivos que trouxeram suas obras e ideias a fim de uma troca e colaboração mútua.

Nessa edição o evento recebe os coletivos:

– Macumbia (dedicado aos ritmos latinos), com a dj residente Gabriela Ubaldo & o dj mexicano Tropicaza!
– FERRO NA BONECA, com as djs residentes: Dé Schuw, Ju Mineira eLaylah + show do cantor Di Melo.
– Coletivo Beatwise Recordings

– Lovesteady recebe o sistema de som Leggo Violence Posse e o colecionador Reggay 420.

– Live paintings na área externa por Victor Zalma e Falas

– Instalações video por Mustaxes,Tupycaína, de João Oliveira e Bambi & Savannah, do argentino Juan Herrera Prado.

– Intervenções fotográficas e cobertura por Caos Ótico e Trap House Zine

– A atividade infantil dessa edição será pintura de rostos com a maquiadora Mariana Krindges.

– Bazar com expositores de discos, livros, impressos, brechós, brincos, adesivos, cartazes, camisetas y outros cacarecos

– Gastronomia com:

Macondo, de culinária colombiana; Mi Sabor Latino – Gastronomia Intercultural (mexico, chile y mucho más); Gourmet da terra – chef Kathrin Melanie -waffles e outras delícias; Don Vito, de comida italiana e sobremesas deliciosas

– Terceira edição da Jam de Desenho

unnamed (1)TEMPO FORTE…Ocupação artística nas Caldeiras

Nesse mesmo dia a Casa das Caldeiras apresenta a exposição TEMPO FORTE, trazendo o trabalho de alguns dos artistas selecionados para o programa de residências artísticas OBRAS EM CONSTRUÇÃO 2014. Dessa forma, a associação incentiva a produção artística, a pesquisa e os processos criativos, abrigando artistas, coletivos e portadores de projetos, escolhidos no começo de cada ano através de um edital, para um programa anual de residência artística.

O programa valoriza o processo do artista no curso do desenvolvimento de sua obra no local, tendo como desafio, a dialética entre Arte e Patrimônio que a Casa das Caldeiras peculiarmente propicia, fomentando um contexto de troca de conhecimentos, métodos e impressões entre seus residentes.

A difusão dos projetos artísticos em residência se faz através da exposição TEMPO FORTE e durante os encontros dominicais (TODODOMINGO), onde, os artistas apresentam ao público o andamento de suas pesquisas e reflexões. A apresentação final de cada processo é proposta individualmente por cada artista e/ou coletivo residente. Os artistas em residência tem a oportunidade de desenvolver workshops, oficinas, encontros e palestras para a população, permitindo uma socialização de suas pesquisas em um contexto multicultural.

Nessa edição da TEMPO FORTE, a Casa das Caldeiras recebe os artistas residentes Marcelo Carnevale e Carolina Velasquez.

Marcelo Carnevale é jornalista e escritor, e participa do programa na condição de pesquisador residente, com o projeto literário A Vizinhança.

O Projeto “A vizinhança” é um diálogo público através da literatura, que se fundamenta a partir da diferença entre visitar e se avizinhar na cidade, pressupondo que se avizinhar é conviver e não simplesmente visitar uma comunidade ou um espaço como mero desconhecido. Assim, o projeto fomenta diálogos junto à comunidade, trocas de experiências e revela através da literatura a história de pessoas e lugares, garantindo a convivência propondo a integração como melhoria na qualidade de vida, nos centros urbanos.

Carolina Velasquez – exposição da obra “Os Fabulosos”. A artista tem sua produção artística estruturada pela relação vida pessoal e arte. Analisa a influência de símbolos e arquétipos em suas imagens e pesquisa a influência e significado dos mesmos sobre os tipos humanos pela Análise Junguiana. Carolina reconstrói seus sonhos através de pinturas, esculturas, videos e fotografias. Filha de Bolivianos, tem uma nítida influência da paleta de cores Latina, utiliza flores de plástico, fitas de seda, lantejoulas, montando composições marcadas pelas cores.

Para mais informações e confirmação da programação mensal, acesse a página do facebook: www.facebook.com/casadascaldeiras ou o site casadascaldeiras.com.br/blog.

RESISTÊNCIA CULTURAL E DIVERSIDADE

Quem caminha ou passa pela Avenida Francisco Matarazzo (Água Branca), e observa o seu entorno, se depara com uma antiga construção fabril, de alvenaria de tijolos, que foi construída em 1920, para servir como geradora de energia às antigas Indústrias Matarazzo. O que muitas pessoas nem imaginam, é que esse espaço foi tombado em 1986 pelo CONDEPHAAT como patrimônio histórico da cidade de São Paulo, restaurado e revitalizado em 1999, e hoje é palco e residência de artistas das mais diferentes vertentes, que o utilizam como fonte de inspiração, meio de produção, local de criação e apresentação.

Com suas três chaminés de mais 30 metros de altura e suas caldeiras remanescentes, a Casa das Caldeiras hoje borbulha arte e cultura e por si só, já atrai o grande público, que durante suas atividades pode desbravar essa arquitetura única e tão convidativa. Um espaço de valorização do patrimônio e memória, que hoje vive em constante ocupação artística, em meio aos gigantes empreendimentos imobiliários que tomaram conta daquela região nos últimos tempos.

A Associação Cultural Casa das Caldeiras (ACCC), que foi criada em 2005 nesse espaço, é uma organização da sociedade civil de interesse público e sem fins lucrativos, que desenvolve projetos de ocupação artística e cultural, pautados no desenvolvimento humano, no exercício da cidadania e na valorização do patrimônio. A ACCC vem instigando muitos artistas e acolhendo-os, através de seus diversos programas e editais que atuam em algumas frentes distintas, valorizando sempre os processos e produzindo novas perspectivas de atuação e protagonismo sócio-cultural para a cidade e o país. Em cooperação com diversas estruturas como organizações públicas e privadas, ONGs e produtores culturais, instâncias políticas internacionais e consulares, a ACCC trabalha em rede e desenvolve seus projetos conjuntamente com seus parceiros para valorizar e divulgar as diferentes formas de expressão, convidando a comunidade e oferecendo arte gratuita.

ASSOCIAÇÃO CULTURAL CASA DAS CALDEIRAS: Espaço de dinâmicas artísticas e culturais

Avenida Francisco Matarazzo 2000 Água Branca – CEP: 05001-200 São Paulo SP

TEL: 3873-6696 // cultural@casadascaldeiras.com.br/blog

Contato Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini // Cel: 9 9568-8773 // lucigandelini@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s