Cem anos de Billie Holiday

 

holiday-billie-5377d1e3426ff

Neste dia 7  de abril, uma das maiores vozes do jazz completaria cem anos: Billie Holiday. A Lady Day, como era apelidada, transformou o gênero e a música nova-iorquina.

Influenciada pelas vozes de  Bessie Smith e Louis Armstrong, Billie logo cedo foi descoberta e começou o início da carreira cantando em bares noturnos, até chamar a atenção de gravadoras e críticos.

Em uma época onde a segregação racial era grande nos Estados Unidos, Billie foi a primeira afrodescendente a cantar em uma banda só de brancos. Foi crescendo e sua voz se tornou marcante. De tom grave, transmitindo sentimento, Billie foi singular nas interpretações das canções em que gravou. Aliás, Billie gravou mais de cinquenta canções na carreira.

Sua morte abalou a sociedade musical da época, diagnosticada com cirrose hepática, devido ao alcoolismo, Billie foi aconselhada a parar de beber. Entrou em depressão, voltando ao alcoolismo que lhe deixou marcas. Billie faleceu em 1959, aos 44 anos, por crise hepática.

No centenário da voz marcante e de uma das figura mais poderosas da música, o Livre Opinião – Ideias em Debate selecionou cinco músicas de Billie Holiday, a voz que nunca será esquecida.

1403403261524.cached

 

My Man

I Cried For You

Blue Moon

All of me

Don’t Explain

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s