Curso “Cinema das Atrações” está com inscrições abertas no b_arco Centro Cultural

stop-motion2

O B_arco Centro Cultural, em parceria com a Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão (ABPITV), realiza o curso sobre os primeiros dez anos do Cinema. Em “Cinema das Atrações”, ministrada por Raimo Benedetti, o participante ficará em contato com diversos aspectos cinematográficos.

Conteúdo

Tema ainda inédito no Brasil, o curioso e obscuro período da história do cinema que abrange seus 10 primeiros anos de existência tem ultimamente chamado a atenção da historiografia cinematográfica. Narrativas curtas, inventividade, filmagens caseiras, efeitos especiais e formas não narrativas, são alguns dos atributos que sobreviveram ao longo dos anos e que atualmente encontra estreita relação com a produção audiovisual veiculada na internet, nos filmes experimentais ou nas artes visuais.

Alguns foram os nomes cunhados para definir este período (1895-1906) desde o oficial e pejorativo Cinema Primitivo, passando por outras denominações mais precisas como Primeiro Cinema e o Cinema das Atrações. Este último – que dá nome a ao programa de aulas – foi criado pelo historiador norte-americano Tom Gunning ao entender que os filmes do período se baseavam na sua habilidade de maravilhar, espantar e atrair o espectador, cuja a aparição em si já era um acontecimento.

Neste curso, o participante poderá entrar em contato com esta valiosa produção histórica através da visualização exaustiva de um grande número de filmes característicos do Cinema das Atrações respaldados por um vasto material de apoio entre fotos, vídeos e demais documentações. O curso pretende jogar luz nesta produção ainda pouco estudada no cinema.

Raimo Benedetti é videoartista, cursou Cinema e Vídeo na Escola e Comunicações e Artes da USP. Trabalha com vídeo desde os anos 1990 e atua como professor, produtor e montador de filmes cinematográficos. Foi bolsista do centro de arte contemporânea Arteleku, Espanha em 2003. Indicado ao Prêmio Sérgio Motta em 2009 e contemplado pelo projeto Rumos Audiovisual de 2010 do Instituto Itaú Cultural. É professor do curso Vídeo Experimental que criou e ministra desde 2000 passando por instituições artísticas como Museu de Arte Moderna de São Paulo, Fundació La Caixa (Espanha), Instituto Tomie Ohtake, MIS-SãoPaulo e Escola São Paulo. Como montador de filmes atuou na área de ficção, documentário e publicidade a se destacar por Filhos do Carnaval (HBO), direção de Cao Hamburger e Cidades dos Homens (Rede Globo), de Roberto Moreira. Com frequência trabalha na produtora O2 Filmes montando campanhas para Fernando Meirelles (campanha Rio 2016) Nando Olival, e Cesar Charlone.

Cronograma

Aula 01 – Aspectos gerais do período pré-cinematográfico.

– “O sonho de projetar numa parede ou numa tela imagens luminosas e animadas é, na história da humanidade, quase tão antigo quanto voar” – Laurent Mannoni;

– Câmera escura, lanterna mágica, panorama, objetos óticos e cinéticos e a fotografia;

– Linguagem e o estudo de mídias.

Aula 02 – O contexto histórico

– A Bélle Epoque, o consumo em escala e as grandes cidades;

– O cinema e o novo desenho social e econômico da época;

– As Revoluções Francesa, Liberal e Industrial.

Aula 03 – Irmãos Lumiére e Edison Company Films

– Os irmãos Lumiére e o Cinématographe (aparato tipo “2 em 1” de filmagem e projeção de imagens sequenciadas);

– As primeiras imagens em movimento de registros de cidades e paisagens que se tem notícia.

– Thomas Edison e o “kinetoscópio” (dispositivo de que observava imagens em movimento a partir de um orifício tal qual um buraco de fechadura).

Aula 04 – Georgé Méliès e Crazy Cinematographie

– Artistas, pequenos realizadores, curiosos, pesquisadores ou excêntricos e a vida da cinematografia ampla e heterogênea;

– Crazy Cinematographie: filmes científicos, registros de catástrofes, de paisagens, de viagem, os travelogs, filmes teatralizados, acrobáticos, publicitários, pornográficos etc;

– A magnífica obra de George Méliès – inventividade e autenticidade.

Aula 05– YouTube Attractions

– O termo YouTube Atractions, cunhado por Teresa Rizzo da Universidade de Sidney;

– Maior virtude é o potencial de atrair visualizações;

– A baixa minutagem, o poder de síntese, a liberdade de criação e a pirataria são

– O exibicionismo e voyerismo de hoje como releitura dos primeiros filmes do gênero “buraco de fechadura”.

SERVIÇO

De 4 a 8 de maio
Horários:
Segunda a sexta, das 19h30 às 22h30

Inscrições: até 27 de abril

Opções:
Parcelado em 2x de
Valor: 225,00
Desconto à vista
Valor: 400,00

Mais informações: http://barco.art.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s