UFSCar: Oficina de Criação Poética com Claudio Willer

cw

A Coordenadoria de Cultura da Universidade Federal de São Carlos (PROEX/CCULT), em parceria com a Biblioteca Comunitária da UFSCar, realiza a oficina de criação poética com o poeta e pesquisador Claudio Willer. Serão quatro encontros, 27 e 28 de maio – 10 e 11 de junho, na sala 7 da biblioteca comunitário, das 14h às 18h. Inscrições até dia 25 de maio, pelo e-mail cultural.proexufscar@gmail.com, com condições para inscrição, que consistem em enviar nome completo, e-mail para contato e curso/ocupação. 30 vagas.

Nas últimas décadas, oficinas literárias ganharam prestígio e importância no Brasil. Tiveram continuidade e efeito multiplicador. Nelas formaram-se grupos literários e originaram-se revistas impressas ou digitais, além de outras iniciativas editoriais e programas de apresentações públicas de novos autores. Em certa medida, substituem aquilo que antes ocorria informalmente, quando a vida literária era mais concentrada, oferecendo melhores possibilidades de diálogo e troca de informações entre autores novos e pessoas interessadas em literatura.

No ambiente acadêmico, especialmente em cursos de Letras, oficinas têm valor como ensino complementar e extensão universitária. Trazem um conhecimento mais experiencial – inclusive das leituras do coordenador da oficina e suas pesquisas, tal como apresentadas em sua tese de doutorado e livro Um obscuro encanto: gnose, gnosticismo e a poesia moderna (Civilização Brasileira, 2010) e suas pesquisas de pós-doutorado que resultaram no livro Os rebeldes: Geração Beat e anarquismo místico (L&PM, 2014).

A finalidade da oficina será, portanto, estimular a criação literária, a reflexão e a capacidade de leitura. Interessará a poetas, e também a prosadores e leitores em geral. Em todos os casos, será obtido um melhor relacionamento com o texto literário e com a própria linguagem.

CLAUDIO WILLER – Um dos principais poetas da geração dos Novíssimos, lançada pelo editor Massao Ohno (1936-2010), Willer foi um dos introdutores da poesia beat no Brasil e um contumaz praticamente do surrealismo. Autor de obras literárias comoAnotações para um apocalipse (1964), Jardins da Provocação (1976), Dias Circulares (1981), Volta (1996) e Estranhas Experiências (2004), seus textos dialogam com Artaud, Breton, Ginsberg, Helder e Lautréamont, entre outros. Sua obra foi traduzida para o espanhol e o alemão. O alcance de sua poesia pode ser visto no Dictionnaire général du Surréalisme et de ses environs (1982), onde figura como verbete; no filme Uma outra cidade (Dir. Ugo Giorgetti, 2000) e no recente livro-reportagem Os dentes da memória (Azougue, 2010).

11011998_816694985085842_28134048443328742_n

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s