Escritores protestam contra o fim da Jornada Literária de Passo Fundo

jornada

Escritores assinaram uma Carta Aberta a favor da Jornada Literária de Passo Fundo. O evento, que acontece há mais de 30 anos na pequena cidade do Rio Grande do Sul, mobilizando milhares de crianças, jovens e professores em torno do livro e da leitura, não será realizada neste ano por falta de apoio político e de patrocínios.

Entre os diversos autores que se reuniram para protestar contra o descaso do Ministério da Educação e o da Cultura, estão Ignacio de Loyola Brandão, Milton Hatoum, Adriana Falcão, Andrea del Fuego, Antonio Cícero, Zuenir Ventura, Marcelino Freire, Nélida Piñon, Marina Colassanti, Paulo Lins e Marçal Aquino.

Você também pode participar, acessando aqui e deixando a sua assinatura.

Confira a carta aberta na íntegra

Nós, escritores abaixo-assinados, chamamos a atenção dos demais parceiros, e envolvidos com literatura, de leitores a estudantes, professores, jornalistas, editores, livreiros, distribuidores, bibliotecários, curadores de feiras, festas e bienais e demais agitadores culturais, para o descaso sofrido pelas Jornadas Literárias de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, na pessoa de sua criadora e organizadora, a professora Tânia Rösing, que, após trinta de anos de luta para o fortalecimento do livro e da leitura, por falta total de apoio e de sensibilidade do Ministério da Educação, do Ministério da Cultura, das secretarias estadual e municipal de cultura de sua região e de patrocinadores, teve que cancelar a edição deste ano das Jornadas Literárias, realizadas a cada dois anos, desde 1981, atraindo milhares de interessados do mundo das letras.

Em mais de três décadas, as Jornadas firmaram-se como um dos mais importantes eventos do país de incentivo à leitura e à escrita, reunindo nomes consagrados e aproximando autores, artistas e intelectuais aos leitores para, juntos, debaterem as mais diversas temáticas relacionadas à literatura. O número de participantes em uma mesma edição chegou aos mais de 35 mil em 2011 e 2013 e, no somatório das três décadas, superou 180 mil.

A iniciativa de formação de leitores desencadeada pelas Jornadas Literárias levou o governo federal a conferir a Passo Fundo o título de Capital Nacional da Literatura – o mesmo governo que, nesse momento, precisa ser alertado por nós do que está ocorrendo com esse verdadeiro patrimônio “humano” de nossa cultura.

Vale lembrar de que a cidade de Passo Fundo tem o maior índice de leitura do país (6,5 livros ao ano por habitante contra 1,2 do Brasil), como resultado do trabalho promovido pelas Jornadas Literárias. O evento é o ápice de um processo de dois anos, envolvendo encontros mensais com autores e estudantes, um trabalho preparatório que envolve todas as escolas de ensino fundamental e médio, incluindo professores. Os alunos leem e discutem os livros e vão ao evento

A incansável Tania Rösing ganhou no ano passado o título Amiga do Livro do Ano, concedido pela Câmara Brasileira do Livro ao personagem brasileiro que mais se destaca a cada ano na formação de leitores e incentivo à leitura e escrita.

Por tudo isto exposto, não entendemos como um evento da grandeza e da importância das Jornadas Literárias é esquecido, por instituições e patrocinadores. Perdem, com essa atitude negligente, a cidade Passo Fundo, o estado do Rio Grande do Sul, o Brasil e o mundo. Perdemos todos nós, que sonhamos com um Brasil consciente do seu valor e da sua cultura. Um Brasil leitor, que um evento como este está (“estava”) ajudando a construir.

Juntem-se a nós nesta luta assinando seu nome na lista abaixo.

Atenciosamente,

IGNACIO DE LOYOLA BRANDÃO
MARCELINO FREIRE
MARINA COLASSANTI
MILTON HATOUM
SÉRGIO VAZ
JOÃO ALMINO
NÉLIDA PIÑON
LUIZ BRAS
ANTONIO CICERO
MARCO LUCCHESI
NELSON PIETO
FREI BETTO
ANTONIO CARLOS VIANA
MARÇAL AQUINO
PAULO LINS
FERNANDO BONASSI
ANDRÉA DEL FUEGO
ADRIANA FALCÃO
RAIMUNDO CARRERO
ANTONIO TORRES
ZUENIR VENTURA

4 comentários sobre “Escritores protestam contra o fim da Jornada Literária de Passo Fundo

  1. Pingback: Tânia Rösing: “Nasci para sonhar o possível, mas especialmente, o impossível” | Livre Opinião - Ideias em Debate

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s