Coreógrafo internacional apresenta espetáculo em salto no Sesc São Carlos

Depois atuar como bailarino em importantes companhias do mundo como o Zürich OpernHaus (Zurique), Scapino Ballet (Holanda), o GoteborgsOperan (Suécia), o Cullberg Ballet (Suécia) e no Balé da Cidade de São Paulo (Brasil), Luiz Fernando Bongiovanni resolveu apostar na criação e na pesquisa de sua própria companhia. Assim nasceu o seu Núcleo de Pesquisa Mercearia de Ideias, que chega a São Carlos, no dia 30 de junho, para uma única apresentação, às 20h, no teatro do Sesc São Carlos.

Nossos Sapatos nasceu como resultado do prêmio do edital Fomento à Dança de 2012 e traduz em movimento e palavra os processos de luto dos indivíduos, que se assemelham aos de morte, segundo a abordagem da psicóloga Elisabeth Kubler-Ross, autora de Sobre a Morte e o Morrer, que inspirou o coreógrafo. “É dela a divisão em fases, dos processos psicológicos, que sucedem às pessoas que recebem um diagnóstico terminal (as fases da morte). Negação, Ira, Barganha, Depressão e Aceitação”, fala o coreógrafo, que buscou encontrar manifestações cinéticas dessas fases “eu não estava interessado em representar um personagem com ira, mas buscar dançar a ira-ela-mesma”, completa. A construção da movimentação do espetáculo foi baseada em tarefas de improvisação e composição que tinham como ponto de partida as reflexões presentes no texto.

O uso do elemento simbólico – os sapatos – nasceu de memórias do coreógrafo. “Quando meu pai morreu, minha mãe não se desfez de uma série de objetos dele. Cresci com esses objetos-memórias em volta, lembrando que ele esteve ali, mas não estava mais. Acho que um sapato pode indicar muito claramente a ausência de alguém. Ele também mostra o gênero, a idade, um pouco do perfil. O sapato vazio se tornou a imagem fundamental de construção. É a ausência presentificada”, afirma Bongiovanni, que em setembro embarca para Gelsenkirchen, Alemanha, para criar uma obra para o Ballett im Revier livremente inspirada em Alice no País das Maravilhas.

A coreografia – de 8 bailarinos – além de subverter o uso tradicional do objeto, flerta com o audiovisual, cujo objetivo é compor com o trabalho e oferecer uma possibilidade de contexto para a dança. Uma das preocupações do coreógrafo é a relação direta do espectador com a obra, “o público deve se relacionar com ela, são histórias reais”, diz o diretor.

LUIZ FERNANDO BONGIOVANNI 

Luiz Fernando Bongiovanni é bailarino há mais de vinte anos, metade deles passados na Europa – Cullberg Ballet e Ballet da Ópera de Gotemburgo, ambos na Suécia; Scapino Ballet, em Roterdã, na Holanda, e no Ballet da Ópera de Zurique, na Suíça. Desde que retornou ao Brasil, em 2004, trabalha na coordenação de projetos culturais, na execução de oficinas de improvisação e de composição e como coreógrafo em companhias nacionais, como Balé da Cidade de São Paulo, Cia Jovem do Bolshoi, São Paulo Companhia de Dança, Balé Teatro Guaíra, Balé Teatro Castro Alves, Balé da Cidade de Niterói e Corpo de Baile Jovem do Theatro Municipal; e internacionais, Ballett Hagen e Ballett im Revier (Alemanha). Também trabalhou como coreógrafo das óperas Sansão e Dalila, Ariadne em Naxos, O Menino e os Sortilégios e Ça Ira,  no Teatro Municipal de São Paulo.

Desenvolve trabalhos pedagógicos de Improvisação e Composição para bailarinos em formação livre e universitários, na UNICAMP, onde trabalhou por dois períodos, como artista residente e professor especialista convidado e hoje desenvolve sua pesquisa de Mestrado. Também foi professor na Universidade Anhembi-Morumbi, no curso de extensão. É diretor e coreógrafo do Núcleo de Pesquisa Mercearia de Ideias, grupo que nasceu em 2009 e acaba de ser agraciado novamente com o Fomento à Dança, edital do  município de São Paulo. Ainda em 2015 deve estrear um novo trabalho.

MERCEARIA DE IDEIAS 

 O Núcleo Mercearia de Ideias surgiu em 2009, quando o diretor e coreógrafo Luiz Fernando Bongiovanni ainda fazia parte do corpo do Balé da Cidade, com vocação para a pesquisa em dança.  Desde então, a colaboração entre coreógrafo e bailarinos é fluente e contínua. “No meu trabalho, trago o respeito pelo artista. O respeito pela sua inteligência e sua sensibilidade. Os artistas com quem quero trabalhar, seja no Mercearia, seja em companhias que me convidam, são artistas colaboradores”, revela Bongiovanni.

A partir de temas sugeridos, o grupo se lança a encontrar caminhos para trazer isso para cena, seja o universo feminino, caso de As Filhas de Bernarda, trabalho de 2009, ou a memória e a morte, questões vistas em Nossos Sapatos (2013). “Desenvolvi e venho trabalhando e aperfeiçoando um modo de trabalho que instiga, estimula, cutuca, provoca. Dessa forma, sinto que os artistas podem dar vazão ao seu talento criativo.”

Paralelamente à pesquisa, outra característica do grupo é a movimentação desenvolvida por Bongiovanni. Partindo de improvisações, Luiz Fernando trabalha a desconstrução de modos tradicionais de movimento e busca novas organizações do corpo. A partir disso, a criação valoriza as descobertas e possibilidades de cada intérprete dentro das propostas de criação específicas e das ferramentas de improvisação. O Núcleo já foi premiado com o Proac, da Secretaria de Estado da Cultura, e o Fomento à Dança, da Secretaria Municipal de Cultura, e em seu repertório contam As Filhas de Bernarda Alba (2009), Micro-Biografias Visíveis (2012) e Nossos Sapatos (2013).

Espetáculo

Nossos Sapatos

Mercearia de Ideias + Bongiovanni.

Elenco: Carolina Franco, Flávio Coelho, Lara Lioi, Luana Nery, Nayara Saez, Rafaela Burian, Robson Ledezma, Rodrigo Castelo Branco. Direção Geral: Luiz Fernando Bongiovanni.

Dia 30, terça, às 20h.

Teatro Sesc São Carlos. GRÁTIS.

Retirada de ingressos no dia da atividade. 50 min. 14 anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s