Bate-papo com a cineasta Suzana Amaral

Suzana Amaral (Foto: Mário Miranda Filho)

Suzana Amaral (Foto: Mário Miranda Filho)

O b_arco Centro Cultural promove um bate-papo entre a cineasta Suzana Amaral, que falará sobre sua obra, roteiro e narrativas não-lineares no audiovisual, com a documentarista e jornalista – Flávia Guerra e o roteirista Ricardo Tiezzi. O evento marca o lançamento do Programa de Formação de Roteiristas e Desenvolvimento de Projetos – 2º Semestre de 2015.

Nos semestres anteriores, tivemos a presença de nomes como o consultor internacional de roteiro, Miguel Machalski, o ator e diretor João Miguel, assim como os roteiristas Bráulio Mantovani e Marçal Aquino.

Dando continuidade ao projeto iniciado em março 2014, o Programa tem o objetivo de oferecer ao mercado audiovisual uma opção de formação e instrumentalização para roteiristas iniciantes e experientes.

Neste semestre, os cursos serão mais uma vez ministrados por renomados roteiristas brasileiros e estrangeiros de cinema e TV como Aleksei Abib, Ricardo Tiezzi, Hilton Lacerda e o franco argentino, Miguel Machalski..

Os cursos que integram a programação pretendem atender tanto roteiristas iniciantes que estão começando a descobrir sua forma de narrativa, quanto roteiristas profissionais interessados em agregar qualidade aos seus projetos. O Programa oferece opções para formação em roteiro de cinema e TV, além de cursos complementares. O aluno tem a opção de fazer a formação completa ou escolher módulos independentes de acordo com seu nível de conhecimento, interesse e disponibilidade.

Suzana Amaral começou a carreira no final da década de sessenta quando, já mãe de nove filhos e quase avó, prestou vestibular para o curso de Cinema na Escola de Comunicação e Arte da USP. Concluída a graduação, cursou pós-graduação na NYU em direção em Nova Iorque.

Já filmou mais de cinquenta documentários de curta-metragens para o extinto programa Câmera Aberta da TV Cultura. Em 1979 foi premiada no Festival de Brasília com o curta-metragem “Minha Vida, Nossa Luta” (melhor filme), obra que serviu de pano de fundo e inspiração para a luta pelas creches da periferia de São Paulo. Em 1986, a atriz Marcélia Cartaxo, protagonista de seu filme A Hora da Estrela, baseado na obra de Clarice Lispector, ganhou o Prêmio de melhor atriz no Festival de Berlim.

Filmou os longa-metrages A Hora da Estrela, em 1985; Uma Vida em Segredo, em 2001 e HOTEL ATLÂNTICO (2009), adaptação do romance homônimo, de João Gilberto Noll. A cineasta também ministra aulas na FAAP e faz consultoria de roteiros. Saiba mais

Serviço

90 lugares. Atenção! Evento gratuito, sujeito à lotação da sala.
Estacionamento ao lado.
B_arco (rua Doutor Virgilio de Carvalho Pinto, 426 – Pinheiros, São Paulo – SP) Tel: 11 3081.6986

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s