Coluna 47: ‘what’s up???’, por Lucimar Mutarelli

4646573a-54fd-4605-a2da-b83e4161b2f2

sabe aqueles bonequinhos azuis que tem no caminho entre a Consolação e a Paulista? Quando você vai andando na esteira e no túnel que tem as propagandas gigantes da netflix ou do novo filme do 007 e você para para olhar a foto do Daniel Craig daquele tamanho e as pessoas ficam te empurrando porque está fora do ritmo?

então, toda vez que eu vejo aquele vídeo, canto bem baixinho na nuca do meu vizinho da frente: we don’t need no education

aí percebo que quem não tem celular, caderno, jornal, livro ou revista na mão fica gritando ou bufando ou cantando com a pessoa da frente

será que eles não pensam que aquele que está distraído, desatento, atrapalhando o trânsito como diria o Chico, pode estar muito ocupado naquele momento?

pode estar brincando com alguém da família, trocando figurinhas, só pra ver a sua carinha mudar de triste, chorando ou suando para gargalhando

pode estar falando com uma amiga que acabou de sair do hospital e não foi reconhecida pelo pai

combinando uma visita com um grupo de amigos que não vê há 30 anos

chamando para a balada a sobrinha que passou a noite inteira acordada cuidando da mãe

estar vendo um vídeo da primeira vez que a sobrinha neta, caçula da família, tenta firmar a cabeça sozinha

lendo uma nova versão do pai nosso para whatsapp que uma amiga mandou porque sabe que tudo de bom e ruim que acontece na sua vida e não somente as pingas e festas e fotos sempre sorrindo que ela posta no facebook

pode estar vendo os novos vestidos da Louise

as 6 fotos do curíntia zuando o jogo de domingo, hexasensacional!!!

combinando o teatro com o Beto e o André ou jantar na Carolina ou jantar com o grupo inteiro para comemorar o prêmio Miriam Muniz

compartilhando espetáculo de dança

vendo fotos da Stellinha ou de brigadeiros ou do Ryan Gosling

pode estar brincando com o filho, o marido, a esposa, irmãos, sobrinhos, amigos do colégio no grupo do zapzap da família ou do Dom Pedro ou nos outros 318 que ela pede para ser incluída ou que incluem sem que ela permita e nunca mais ela sai dele porque chorou muito quando leu na telinha Guilherme saiu do grupo e aquilo foi uma mentira tão dolorosa e absurda porque a partir do momento que ele saiu mais presente ficou

pode estar vendo fotos de comida ou dos filmes que estreiam nesta semana ou os clássicos que o professor indicou

por favor, não se incomode tanto assim comigo porque eu não me incomodo com você; a não ser que você seja um amigo da família ou um dos meus amigos, aí sim você pode bufar na minha frente, não precisa ser atrás de mim, bufa do meu lado, se quiser, de mãos dadas, porque assim é mais fácil pra gente andar junto e não do jeito que você quer, essa fila interminável sem música sem poesia só aquelas TVs feias que não tem volume só legendas mal escritas e também se tivesse volume eu bufaria do mesmo jeito porque eles nunca tocam a música que você quer ouvir naquele momento, deus abençoe os fones de ouvido

porque hoje não quero ouvir a sua conversa

porque acordei de cabeça vazia e com a boca cheia de problema

posso, inclusive, estar escrevendo esse texto pra você porque escrever é o meu trabalho no momento e faço isso também no celular

entendo que o metrô diminua o número de trens nos horários de pico por causa da segurança mas entendo também que se você fizer tudo que seu mestre mandar ele vai demorar muito mais para melhorar esse transporte público e privado, de segunda

queria entender porque você só bufa quando escrevo no celular porque quando escrevo no caderno, lendo o jornal ou um livro você não se incomoda

talvez você não saiba mas nos celulares também existem livros, cadernos e jornais e tudo tira a minha atenção

posso estar quieta, olhando para você, quietinha e paralisada na aula, vestida com meu uniforme igual aqueles outros mil e quinhentos,  anotando tudo que você fala mas isso também não quer dizer que eu realmente esteja prestando atenção porque quando estiver, você vai saber e se você não sabe então, talvez, não valha a pena te passar meu número de celular

tipo isso

tento tratar todo mundo com educação e respeito

se não tratei, por favor, me desculpe

foi o Narciso que reagiu naquele momento

imitei o que senti de você que estava parecendo “mais um tijolo na parede”, sendo o bonequinho azul e, dando a entender, que eu sou o bonequinho vermelho

não se engane comigo, meu corpo é colorido, sou pintada de todas as cores menos roxo que não combina com meu cabelo crespo, enrolado, liso, curto, careca ou comprido, branco ou tingido, alisado com chapinha ou lavado com vinagre, aqui é tudo meu, você só invade se eu deixar e quando eu deixar porque quando eu quiser ter algum tipo de contato físico com você, fica tranquilo, vou dar um jeito de te informar e nem vou precisar desenhar esses bonequinhos ridículos e nem vou te mandar indireta pelo facebook, vou falar na sua cara tudo que eu acho realmente de você

ou não

porque nem tudo precisa realmente ser dito ou escrito

e muita sinceridade e reclamação sem motivo também é falta de educação ou pode fazer com que você perca o emprego

aconteceu comigo

verdade verdadeira

lucimar-mutarellinovo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s