Edney Silvestre estreia em contos no livro ‘Welcome to Copacabana & outras histórias’

b12624b5-4867-42b3-afb2-0fdd1807658dSua produção literária tem sido intensa desde a estreia, premiada, como escritor em 2009, com o romance Se eu fechar os olhos agora, vencedor do Jabuti e do São Paulo de Literatura, ambos em 2010.  De lá para cá, Edney Silvestre já publicou outros três romances, entre eles, Boa noite a todos, dividido em novela, peça e ensaio, num exercício dramatúrgico e num deslizamento entre gêneros raro na literatura brasileira. Agora, o autor surpreende mais uma vez ao revelar excelência em outra seara, a dos contos.

Autor autografa a obra nos dias 14 de junho, na Livraria da Travessa do Leblon, no Rio; e em 15 de junho, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo, ambos a partir das 19h. No dia 17 de junho, participa da 16ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto. Em seguida, vai ao Recife para o lançamento do livro na Saraiva Riomar, a partir das 19h.

Em Welcome to Copacabana & outras histórias, ele mostra a rara capacidade de transitar entre as calçadas de Copacabana, as do subúrbio e as do centro da cidade com a mesma desenvoltura com que leva seus personagens aos bulevares de Paris, Roma, Nova York e até a Jordânia. Com olhar arguto, retrata com propriedade desde intelectuais, políticos e gente da alta sociedade até meninos de rua, putas, travestis e gente de vida ordinária, como o professor que dá aula para alunos medíocres e não se apaixona por ninguém. Mas é Regina, personagem do primeiro e de outros dois contos, inclusive o que fecha a seleção, que se sobressai como uma espécie de fio condutor de suas histórias.

Regina, que guardou durante a vida inteira todas as suas economias para visitar Paris e perde o marido na hora exata de se dirigir ao aeroporto, vê seus filhos lhe tomarem o apartamento amplo no Jardim Botânico, muda-se para um quarto e sala em Copacabana e passa meses convivendo com outros solitários do bairro, comendo sozinha em restaurantes a quilo e se assombrando com a gama diversa de moradores dali. Sua vida dá uma guinada quando ela conhece uma ex-prostituta russa que agencia garotos de programas para mulheres mais velhas e ela se vê abdicando, não sem resistência inicial, de seus preconceitos e de sua vida abnegada como dona de casa e submissa ao marido. Ela personifica as experiências radicais, de violência e de situações-limite que forçam movimentos extremos de todos os outros personagens, que transitam por mundos diferentes em busca de identidade, auto-conhecimento e luta pela sobrevivência.

Essa constelação de desafortunados, estrangeiros à deriva, sobreviventes de mundos em dissolução é um universo caro ao próprio Edney, ele próprio um “estrangeiro”, tanto pela sua origem no interior do Rio quanto por suas andanças no mundo enquanto jornalista e correspondente internacional de TV. “Sinto-me mais agudamente estrangeiro que outros escritores brasileiros, talvez, porque sou “de fora” desde muito cedo, vim para o Rio quando ainda não tinha dezesseis anos, senti demais o distanciamento que existe entre os “nativos” e os “de fora”, embora o carioca dê a impressão de grande afabilidade. Em Nova York, onde vivi doze anos, o sentimento de não-pertencer é ainda mais profundo e aqueles que não dominam a língua são forçados a isolamento dentro de seus guetos, eufemisticamente chamados de “comunidades”.  Fui testemunha lá, como sou aqui, dos altos muros que separam os desafortunados do restante do mundo.  Sobre isso, creio, sobre esses estrangeiros, venho construindo minha obra”, disse o autor em entrevista de divulgação para o blog da editora Record.

O livro é composto por 20 contos, divididos entre “No Rio”, “Além do Rio” e “De volta ao Rio”. Segundo o autor, ele surgiu há uns quatro anos enquanto escrevia Boa noite a todos e a personagem principal, numa mirada na janela, vislumbrava Copacabana – o bairro por onde circulam turistas, putas, pivetes, aposentados, donas de casa, ex-misses, ministros, operários e todo o complexo universo que compõe o bairro mais cosmopolita e surpreendente do Rio e, consequentemente, do Brasil. Há, ainda, tramas que, mesmo tendo alguma ligação com a cidade e o bairro, desenrolam-se em outras cidades e continentes. Como por exemplo, a do garoto de programa que é levado do Rio, por um cliente, para Nova York e lá resolve se estabelecer. A operária de Berlim que se vê obrigada a cometer um crime para sobreviver em meio à ocupação nazista. Um produtor de Hollywood que conhece uma exilada na Jordânia e seus planos de resistir à ocupação de seu país, o Iraque. E um empresário brasileiro que tem sua lua de mel interrompida pela ameaça de sua ex-mulher de denunciar suas tramoias no Brasil. No mais novo livro de Edney, Regina e Copacabana, portanto, são a síntese de todas as pessoas e cidades decadentes que, embora tenham envelhecido, não se deixam esmaecer.

SOBRE O AUTOR

Edney Silvestre

Edney Silvestre

Ganhador dos Prêmios Jabuti e São Paulo de Melhor Romance em 2010, o escritor e jornalista Edney Silvestre tornou-se, desde sua estreia, com Se eu fechar os olhos agora, um dos mais traduzidos escritores da nova literatura brasileira. Seus romances foram publicados na França, Inglaterra, Alemanha, Holanda, Portugal, Itália e Sérvia.

É autor dos romances A felicidade é fácil, Vidas provisórias e Boa noite a todos. Foi correspondente em Nova York do jornal O Globo e da TV Globo, para a qual cobriu os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Suas experiências jornalísticas internacionais estão nos livros Dias de cachorro louco, Outros tempos e Contestadores.

 

ORELHA

A sólida carreira literária de Edney Silvestre foi construída com romances de natureza plural, que passeiam pela reflexão ensaística e exploram a carga dramática do diálogo teatral. Em seu livro anterior, Boa noite a todos, o autor encorpou essa força multidisciplinar ao apresentar magníficos vislumbres do que é capaz também no gênero da novela. É sem surpresa, portanto, mas com deslumbramento, que chegamos a este Welcome to Copacabana & outras histórias, seu primeiro livro de contos, arte sobre a qual mostra pleno domínio e maestria.

Dividido em três partes – “No Rio”, “Além do Rio” e “De volta ao Rio” –, o livro começa no mais turístico bairro da cidade, passando pelo subúrbio, por suas misérias, por países como França e Itália, até chegar a outra galáxia – e então retornar a Copacabana, onde tudo parece mesmo se misturar, do começo ao fim. Cada uma das vinte histórias forma um mosaico de subjetividades e vozes que cortam todas as camadas sociais, destacando-se a facilidade com que Edney transita por todos os tipos. Poucos escritores brasileiros têm esta capacidade. Sem falar apenas a linguagem do trabalhador, da classe média ou do intelectual, no que se consagraram alguns dos grandes de nossa literatura, estes contos dão vida e lugar a todo mundo: homens e mulheres; velhos e crianças; ricos e pobres; o operário; o empresário milionário corrupto e de relações afetivas e sociais corrompidas; a criança abandonada; o gay; o travesti; a puta; a grã-fina; o imigrante nos EUA; o estrangeiro; e até seres de outros planetas, como o robô destruidor – e narrador em primeira pessoa – chamado Zak.

Edney faz literatura de personagem, esta raridade. Quase como um fotógrafo – e com o olhar do brilhante jornalista que é –, passa-nos a impressão de que os seus personagens existem – antes da literatura, ou para além dela. Nada é superlativo, nem artificial, em suas narrativas. Tudo é posto com fluência na dose certa.  Tudo é crível, verossímil, contado com a precisão e a objetividade próprias de quem domina a escrita, mas sem perder – nem por um instante – a essência de cada sujeito. Edney não esconde a proximidade – “difícil de definir” – que sente entre suas criaturas e ele mesmo. É como se cada história reinaugurasse, de infinitas maneiras, a cumplicidade estabelecida entre o autor e os seus personagens. De forma tão original, sincera e envolvente que passamos a ser cúmplices também.

★★★

WELCOME TO COPACABANA

 
Edney Silvestre
Páginas: 352
Preço: R$ 39,90
Editora: Record / Grupo Editorial Record

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s