Leia dois poemas de Sofia Ferrés

estar sozinha é sentir o ar abrindo em dor uma liberdade no peito
 
 
 
estar sozinha agora é ser
uma Pessoa sem alguém
 
 
 
é, de tanto pensar, esquecer
quem se é
 
 
 
não sei o que quero, nem quero saber
 
 
 
quero só
pensar nele
 
 
 
★★★
 
 
 
caminhava e escutava
meus passos do sapato molhado
o barulho me distraía e tanto
distraí que quando dei por mim
o som já não me acompanhava
dos meus passos o som vinha
antes vinha depois
não sincronizava mais
 
 
pensei que outra pessoa
me seguia, mas não
o som tinha se fugado
arrebentou-se da obrigação
de seguir meus passos
 
 
vaguei como se fosse
dez da manhã
cinco da tarde
sábado meio-dia
meus passos sem ruído ficaram
todos presentes sem coisa alguma
que me lembrasse deles
 
todos iguais
 
 
meus passos sem personalidade
deram caráter a meu caminhar

sofia ferres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s