Teat(r)o Oficina apresenta a poesia de Roberto Piva em ‘PARANOIA’

13654355_1069764033120443_1678249122842622790_n

O Teatro Oficina Uzyna Uzona estreia, nesta sexta-feira (5), às 22h00, o monólogo Paranoia. Em 60 minutos, Marcelo Drummond tropeça nos versos do desvairado ritmo da poesia de Roberto Piva. Cai nas calçadas preto e branco de São Paulo, nos bares sujos, nos anjos da meia-noite, nos poetas malditos, nominalmente citados nas poesias. Mário de Andrade, Antonin Artaud e Garcia Lorca são rememorados na barafunda de viver na metrópole paulista em ebulição. As portas do Teat(r)o abrem às 21h com serviço de bar.

“Não é teatro porque não há conflito entre personagens. Não considero monólogo teatro, monólogo é monólogo, mas não é monólogo porque nem é autoajuda de homem de 50, nem um drama de um suicida, ou os momentos finais de um traficante condenado à morte, enfim nada que seja uma história pra um histriônico. Não é stand up porque não sei se vou fazer de pé ou sentado. Não é show porque quem dá show é músico. Não aceito fazer recital, sarau ou coisa do gênero, nesse caso fica mais perto do roquenrou. Não é cinema, mas tem além das imagens dos poemas de Piva tem projeção de imagens iluminando a cena. Não é balada mas dá pra dançar. É poesia o tempo todo em tudo, na musica, no video, na luz e em mim também”, disse Marcelo Drummond, produtor, diretor e atuador do Teat(r)o Oficina.

O poeta Roberto Piva (1937-2010) foi uma das personalidades mais polêmicas e emblemáticas de sua geração. O apartamento do Piva, no bairro paulistano de Santa Cecília, era frequentado por muita gente interessada em poesia. Agitador e incendiário cultural desde os anos 1960, Piva ajudou a formar várias gerações de leitores e escritores. Através de oficinas, leituras públicas e palestras, divulgou um conjunto muito variado de conhecimentos, que vão da arte surrealista à etnografia e à antropologia. Partilhou generosamente assuntos como ecologia, xamanismo e curandeirismo.

SERVIÇOS

PARANOIA, de Roberto Piva
Data: 5 de agosto de 2016, sexta-feira de ESTREIA, 22h.
De 6/08 a 4/09. Sábados e domingos.
INGRESSOS: R$30, R$15 (estudantes, artistas, professores, funcionários e clientes CAIXA, pessoas acima de 60 anos) e R$10 (para moradores do Bixiga, com comprovante de residência).
Compras na bilheteria do teatro (uma hora antes de cada sessão.
Compre online: http://www.compreingressos.com/espetaculos/6972-paranoia
Horário: sexta, às 22h/ sábado 22h / domingos, às 21h
Local: Teat(r)o Oficina (Rua Jaceguai, 520, Bixiga, São Paulo, SP.)
Capacidade: 300 lugares
Duração: 60 minutos
Indicação etária: 18 anos
Transmissão ao vivo: https://www.youtube.com/user/uzonauzyna

Roberto Piva

Roberto Piva

FICHA TÉCNICA:

Direção geral e atuação: Marcelo Drummond
Trilha sonora: Zé Pi
Luz: Luana Della Crist
Desenho e operação de som: Rodox
Efeitos (laser): Fabio Stasiak
Direção de arte: Sonia Ushiyama
Direção de cena: Otto Barros
Arquitetura Cênica: Carila Matzembacher e Marília Gallmeister
Bar dos anjos: Wallace Ruy
Camareira: Cida Melo
Cinema ao vivo: Igor Marotti (diretor de fotografia, câmera) e Pedro Salim (projeções ao vivo)
Técnico de som: Rodox e Felipe Gatti
Produção Executiva: Anderson Puchetti
Produção: Ederson Barroso e Kael Studart
Núcleo de Comunicação Antropófaga | Assessoria de Imprensa: Brenda Amaral, Cafira Zoé e Camila Mota
Programação Visual: Igor Marotti
Criação de imagiário: Cafira Zoé

SEJA UM CO­PRODUTOR DO TEAT(R)O OFICINA:
www.teatroficina.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s