Bárbara Rosa: ‘No meio das pernas da moça’

No meio das pernas da moça

No meio das pernas da moça
Tinha um buraco
Que
Foi preenchido a força
Pelo patriarcado
Que
Se fez macho o suficiente
Com orgulho e indiferente
Para
Cortar sua carne
&
Sangrar sua alma
No meio das pernas da moça
Tinha
Desejos, sonhos
Ofuscados e
Encharcados em lágrimas
Que
O machismo insiste em culpá-la
No meio das pernas da moça
Tem um buraco
Que cabe seu mundo e seu medo
Sua luta e recomeço
Cabe
Seu riso, gozo e desespero
No meio das pernas da moça
Tem um buraco sem fundo
Que
esconde sua flor, esconde sua dor.

barbara rosa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s