Marcia Tiburi participa de debate público sobre microviolências na sede da Cia. de Teatro Heliópolis

unnamed-3A Companhia de Teatro Heliópolis realiza, no dia 29 de setembro (quinta-feira, às 16 horas), o debate A Naturalização da Violência: A Opressão do Dia-a-dia com participação da filósofa Marcia Tiburi.

O bate-papo – aberto ao público e com entrada franca – conta ainda com participação da mediadora Maria Fernanda Vomero que é crítica teatral, jornalista e ativista que desenvolve pesquisa acadêmica sobre a relação entre as artes da cena e os direitos humanos.

Esse debate / conversa mediada é uma das ações do grupo, aberta ao público, que está prevista no projeto Microviolências e Suas Naturalizações, contemplado pela 28ª Edição da Lei de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo. Uma série de atividades será realizada durante o processo de pesquisa para montagem do próximo espetáculo da Companhia de Teatro Heliópolis, previsto para estrear em meados de 2017.

Marcia Tiburi – Colunista da Revista Cult, Marcia Tiburi é graduada em Filosofia e Artes e Doutora em Filosofia pela UFRGS (1999). Publicou diversos livros de filosofia, entre eles: As Mulheres e a Filosofia (Unisinos, 2002), Filosofia Cinza – A Melancolia e o Corpo nas Dobras da Escrita (Escritos, 2004), Mulheres, Filosofia ou Coisas do Gênero (EDUNISC, 2008),Filosofia em Comum (Record, 2008), Filosofia Brincante (Record, 2010), Olho de Vidro (Record, 2011), Filosofia Pop(Bregantini, 2011), Sociedade Fissurada (Record, 2013) e Filosofia Prática – Ética, Vida Cotidiana, Vida Virtual (Record, 2014). Escreveu os romances: Magnólia (2005), A Mulher de Costas (2006), O Manto (2009) e Era Meu Esse Rosto (Record, 2012). É autora de Diálogo/Desenho, Diálogo/Dança, Diálogo/Fotografia, Diálogo/Cinema e Diálogo/Educação (todos pela Editora SENAC-SP). Em 2015, Marcia lançou Como Conversar com um Fascista – Reflexões Sobre o Cotidiano Autoritário Brasileiro e, em 2016, lançou seu quinto romance, Uma Fuga Perfeita é Sem Volta (ambos pela Editora Record).

O próximo debate acontece no dia 7 de outubro (sexta-feira, às 16 horas) com participação da historiadora social Zilda Iokoie do jornalista Bruno Paes Manso. O tema desse encontro é Microviolências no Cotidiano da Cidade & Cidadania.

Serviço

Debate: A Naturalização da Violência: A Opressão do Dia-a-dia

Dia 29 de setembro. Quinta, às 16h

Convidada: Marcia Tiburi

Mediação: Maria Fernanda Vomero

Local: Casa de Teatro Maria José de Carvalho

Rua Silva Bueno. 1533. Ipiranga/SP. Tel: (11) 2060-0318

Grátis. Não é necessário fazer inscrição.

Público alvo: interessados em geral

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s