COMPANHIA ANTROPOFÁGICA DE TEATRO REALIZA TEMPORADA DE SUA TRYLOGIA SOBRE O BRASIL

Comemorando quinze anos, a Companhia Antropofágica de Teatro abre o projeto TRAM(A)NTROPOFÁGICA com uma temporada de sua Trylogia Terror e Miséria no Novo Mundo, composta por três espetáculos que analisam fases diferentes da história do Brasil. Um convite ao público para conhecer a trajetória deste que é um dos maiores grupos de teatro de São Paulo.

unnamed-3

COMPANHIA ANTROPOFÁGICA APRESENTA TRÊS ESPETÁCULOS DIFERENTES POR FIM DE SEMANA

No auge de seus quinze anos de trabalho coletivo contínuo, a Companhia Antropofágica de Teatro, recentemente contemplada na 28ª edição do Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a cidade de São Paulo, abre as portas de sua sede, o Espaço Pyndorama, para a primeira temporada do projeto TRAM(A)NTROPOFÁGICA, que prevê ao todo mais de 140 dias de apresentações e atividades gratuitas. Dona de um extenso processo de criação, estudo, experimentação e um significativo currículo com prêmios e indicações, a Companhia Antropofágica, criada em 2002, é hoje uma grande referência da cena teatral de São Paulo e convida o público para uma viagem no tempo e na história do grupo, revisitando todo o seu repertório.

O projeto TRAM(A)NTROPOFÁGICA como o próprio nome diz, propõe uma grande trama, uma interligação, para formar uma rede que une cada experimento realizado desde o surgimento do grupo. O objetivo é levar a público de forma condensada, a história da Companhia que ao longo dos anos, se esforça em responder artisticamente à trama complexa do tempo presente, investigando seus percalços políticos e travando um diálogo crítico permanente com o desenrolar histórico do próprio tecido social que o envolve: a situação política da cidade, a relação fundamental entre o grupo e seu público e, num sentido amplo, as consequências históricas do próprio desenvolvimento humano. TRAM(A)NTROPOFÁGICA é um marco para o grupo que apresenta desde espetáculos premiados, até aquilo que acreditam que “não deu certo”, como forma de revisitar e investigar de fato, tudo o que foi construído com este trabalho que se destaca através de uma clara opção por pesquisar procedimentos, gêneros, autores e textos ligados à tradição das formas híbridas, muito propícias ao ideal antropófago que move a cada um de nós. Composta por mais de trinta integrantes, a Companhia Antropofágica propõe com este projeto, a realização de espetáculos, intervenções, oficinas e experimentos, atuando tanto em sua sede, o Espaço Pyndorama, quanto em outros espaços da cidade de São Paulo. Serão dezoito temporadas e mais dezenove atividades, realizadas de Setembro de 2016 a Agosto de 2017, culminando com a estreia de um novo espetáculo.

Após a abertura do projeto, no dia 09 de setembro, com o KABARÉ ANTROPOFÁGICO, o grupo iniciou uma temporada de Setembro a Outubro do projeto Trylogia: Terror e Miséria no Novo Mundo, composta por três espetáculos distintos que analisam fases da história do Brasil. Por esta iniciativa, o grupo recebeu importantes prêmios como Prêmio CPT 2012, na categoria Projeto Sonoro e Prêmio CPT 2013 na categoria Direção. Além de ter sido indicada no mesmo prêmio nas categorias ‘Trabalho apresentado em espaços não convencionais’ em 2012 e 2013, ‘Projeto Visual’ e ‘Projeto Sonoro’, em 2013.

 Sobre a Trylogia, o diretor Thiago Reis Vasconcelos explica: “É um trabalho de que tem como tema a história do Brasil nos períodos da Colônia, do Império e da República. Em cada uma das peças foram feitas longas pesquisas sobre os processos sócio políticos de cada período. Esses estudos foram importantes fontes que alimentavam nossa sala de ensaio, não sendo exagero dizer que transformou nossa maneira de fazer teatro. A Trylogia é um dos divisores de águas da Antropofágica, no pensamento estético-poético. E vai ser muito importante esse diálogo que vamos ter com o público neste momento político do Brasil”.

Ainda em Setembro, acontece mais um dos Diálogos Antropofágicos, abordando temas importantes do fazer teatral com a participação de nomes de peso. Na edição do dia 28 de setembro, o diálogo vem com o tema ‘Memórias de um Espectador’, com a participação do crítico teatral José Cetra, acerca da Trylogia Terror e Miséria no Novo Mundo.

A Antropofágica tem em seu histórico Indicação ao Prêmio CPT 2012, na categoria Prêmio Especial pela Intervenção 22, Indicação ao Prêmio Shell 2012, Categoria Especial pelo processo de pesquisa em Máquinas de Intervenção Urbana e Indicação ao Prêmio CPT 2013, na categoria Publicação dedicada ao universo do teatro, pela Revista Bucho Ruminante nº0.  Além disso, a Antropofágica regularmente abre a sua sede, para receber grupos da cena teatral de São Paulo, que ocupam este espaço de diversas formas. É também responsável pela realização de uma das maiores atividades teatrais de São Paulo: a Feira Antropofágica de Opinião, reunião de coletivos teatrais e cinematográficos, músicos, artistas plásticos e poetas de várias gerações para dar sua opinião sobre o Brasil de hoje a partir de objetos artísticos. Tudo isso caracteriza um dos maiores grupos de São Paulo, que agora convida todos os interessados a participar desta grande celebração de quinze anos de estrada. A atual temporada, Trylogia Terror e Miséria no Novo Mundo, vai até o 09 de outubro, com apresentações gratuitas no Espaço Pyndorama. A cada final de semana, serão apresentados três espetáculos: Parte I Estação Paraíso, Entre a Coroa e o Vampiro Parte II O Império e Parte III Autópsia da República. Vale se programar para assistir os três e fazer uma imersão nessa Trama. Mais detalhes em: www.facebook.com/CiaAntropofagica ou www.antropofagica.com/

TRYLOGIA TERROR E MISÉRIA NO NOVO MUNDO

Trylogia inspirada no livro Pau-Brasil de Oswald de Andrade, passa pela história nacional devorando, modificando e ressignificando fatos e documentos históricos dos períodos Colônia, Império e República. Uma devoração metonímica do Brasil permeia as três peças, onde uma profusão de quadros, acontecimentos, personagens reais e ficcionais misturam-se para contar episódios relevantes da história do Brasil. Utilizando-se de recursos épico-revisteiros e orquestrado por uma trilha sonora original, o material histórico pesquisado aparece não apenas para refletir sobre o passado, mas também para construir uma reflexão crítica quanto aos seus desdobramentos no contemporâneo.

unnamed-4

TRYLOGIA TERROR E MISÉRIA NO NOVO MUNDO: Parte I Estação Paraíso

Na primeira parte da Trylogia sobre o Brasil, a Colônia Brasileira é retratada com paródias e dados historiográficos do processo de colonização e suas implicações sociais. Gênero:  Épico Musical

Data: 10, 17 e 24 de Setembro e 01 e 08 de Outubro de 2016 (Sábados) – Horário: 18h00

Duração: 100 minutos – Ingressos: Gratuito – Capacidade: 80 lugares – Classificação Indicativa: 16 anos

TRYLOGIA TERROR E MISÉRIA NO NOVO MUNDO: Entre a Coroa e o Vampiro Parte II O Império

Segunda parte da Trylogia, retrata o Império Brasileiro, através de paródias e a partir de dados historiográficos de todo o processo e suas implicações sociais. Unindo elementos de audiovisual e ficção científica a montagem busca inspiração para contar parte da dominação do Brasil, a partir de monstros e seres hiperbólicos. O grupo se debruçou sobre as inúmeras guerras desconhecidas no Brasil e traz à cena o programa televisivo sensacionalista, as charlatanices religiosas e clamores por greve. Gênero:  Épico

Data: 10, 17 e 24 de Setembro e 01 e 08 de Outubro de 2016 (Sábados) – Horário: 20h00

Duração: 100 minutos – Ingressos: Gratuito – Capacidade: 80 lugares – Classificação Indicativa: 16 anos

TRYLOGIA TERROR E MISÉRIA NO NOVO MUNDO: Parte III Autópsia da República

A terceira e última parte da Trylogia sobre o Brasil, retrata a República, com seus alternados presidentes – marechais ou civis. O grupo faz a autópsia da república com suas tantas batalhas esquecidas, que acontecem até hoje. A campanha eleitoral e seu marketing entram em cena. Gênero:  Épico

Data: 11, 18 e 25 de Setembro e 02 e 09 de Outubro de 2016 (Domingo) – Horário: 19h00

Duração: 140 minutos – Ingressos: Gratuito – Capacidade: 80 lugares – Classificação Indicativa: 16 anos

 

Local: Espaço Pyndorama – Endereço: Rua Turiassu, 481, fundos

Contato Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini – lucianagandelini@gmail.com – 99568-8773

Um comentário sobre “COMPANHIA ANTROPOFÁGICA DE TEATRO REALIZA TEMPORADA DE SUA TRYLOGIA SOBRE O BRASIL

  1. Pingback: O CRÍTICO TEATRAL JOSÉ CETRA É CONVIDADO ESPECIAL DA PRÓXIMA EDIÇÃO DOS DIÁLOGOS ANTROPOFÁGICOS NO ESPAÇO PYNDORAMA | Livre Opinião - Ideias em Debate

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s