Débora Arruda: Uma outra definição sobre o amor

UMA OUTRA DEFINIÇÃO SOBRE O AMOR

amor é o silêncio
que vem depois do grito
amor é falar
ao pé do ouvido

amor é a chuva no sertão
amor é o pé
pisando na areia
amor é ver chegar
a sua companheira

amor é aquele vestido florido
amor é aquele dente
que não acordou dolorido

amor é tudo que movimenta
amor é o nome Janaína
escrito num barco
que navega na maré violenta

amor é ansiedade
amor é um copo sujo
amor é seu gato alisar sua perna
por um pedaço de carne
amor é o bolo
e nunca a cereja
amor é tudo que não querem que você VEJA

amor é aquele ônibus
que você conseguiu pegar
assim que chegou no ponto
amor é cinquenta por cento
de desconto

amor é abrir uma garrafa no dente
amor é o primeiro trago de um cigarro
amor é tudo que se coloca pra fora
amor é passarinho
fugindo da gaiola

amor é ouvir um atabaque e começar a chorar
amor é sentir um cheiro
e se arrepiar

amor é aquela musica que não sai da sua cabeça
amor é a língua
as palavras
e a voz
amor pode ser eu
mas é melhor nós

amor é suor dançado no canto da festa
amor é um cd arranhado
que hoje em dia não presta

amor é o contrário da indiferença
e é semelhança
amor é colocar um instrumento
nas mãos de uma criança

amor é a mão de uma cega descobrindo o seu rosto
amor é comida
que nunca perde o gosto
amor é um homem de 46 anos
aprendendo a ler
amor é muito além
do que o eu-te-amo
que eu não disse a você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s