Cia. Sansacroma apresenta “Rebanho” durante a 9ª Mostra Cultural da Cooperifa

Apresentação gratuita composta por seis solos acontece nesta quarta-feira, 19 de outubro, às 20h, no CEU Campo Limpo, em Pirajussara, São Paulo

unnamed-3

Na próxima quarta-feira, dia 19 de outubro, às 20h, a Cia. Sansacroma apresenta o espetáculo “Rebanho”, compartilhamento público da pesquisa estética criada pela companhia e denominada de “A Dança da Indignação”. A apresentação, que compõe a programação da 9ª Mostra Cultural da Cooperifa, tem entrada gratuita e acontece no CEU Campo Limpo, à Avenida Carlos Lacerda, 678, em Pirajussara, São Paulo.

“Rebanho” consiste na demonstração do processo criativo de solos dos seis interpretes da Cia Sansacroma, tendo como base as provocações realizadas nos laboratórios mediados pela diretora da companhia, Gal Martins. Será um momento de experiência onde o público presente participará como ferramenta fundamental de todo o processo.

Sobre a pesquisa

A “Dança da Indignação” é o conceito criado por Gal Martins em que uma linguagem estética em dança pretende reverberar indignações coletivas numa abordagem política que traz signos e elementos singulares na intersecção entre a vida e a arte.

A resistência, segundo o pensador Daniel Lins, está para “a sabedoria dos surfistas”, que usam da própria força da onda para surfar. O que pressupõe uma recusa à submissão, uma insistência em ser, em afirmar e em existir. Resistir é uma forma especial de lidar com o poder e com a liberdade. Resistir é o próprio ato de criar. Criar o possível para si próprio e para o mundo.

São três os conceitos definidos pela pesquisa da companhia para seus processos de criação:

1 – Tríade da Tensão

Refere-se ao estudo corporal do estado de indignar-se. Busca os pontos onde a indignação se concentra no corpo, como pontos iniciais do processo de criação, bem como os caminhos corporais que este estado percorre até sua expressão. São eles: a cabeça, que se inquieta. O peito, onde se encontram as emoções, as angústias em forma de nós que aprisionam as indignações. E a garganta (em conexão com as mãos) é o canal por onde a indignação é expurgada do corpo pelo grito e signos gestuais.

2 – A poética do corpo indignado e seus territórios

Inscritos em determinados registros, os corpos falam os valores socioculturais que os atravessam. Os corpos produzem e se realizam enquanto conseguem acordos e entendimentos com os poderes que regulam a sociedade.  À medida que estes acordos são rompidos, o inconformismo emerge e a revolta das pessoas, dos grupos, das classes se orienta para a resistência, para a luta e para o desejo de transformação social.

3 – Devir Animal

Devir é a experiência da absoluta alteridade, do absoluto desnudamento de si mesmo, de todos os traços que caracterizam alguém como um indivíduo particular e estratificado. O interprete criador, ao fazer aliança com o animal, produz uma dança esteticamente, atualizando aspectos da sua ancestralidade instintiva presentes na memória corporal.

O nome Rebanho refere-se à pesquisa baseada no Devir Animal, quando a companhia entrou em contato com o Búfalo, animal de grande porte e potência.

Sobre a Cia. Sansacroma – Criada em 2002 pela atriz, dançarina e coreógrafa Gal Martins (Prêmio Denilto Gomes 2013 na categoria Difusão da Dança, concedido pela Cooperativa Paulista de Dança), a Cia. Sansacroma tem se dedicado a desenvolver trabalhos baseados no hibridismo característico às criações coreográficas na contemporaneidade. Sua produção artística focaliza temas pertinentes à sociedade atual, no modo em que chegam e afetam a todos diretamente, seja no cotidiano das ruas, nas relações sociais e interpessoais, na mídia ou na própria arte. Tendo feito uma escolha singular ao atuar diretamente na periferia sul de São Paulo, este território influencia diretamente o seu processo artístico. O ponto de partida das criações são as poéticas do corpo negro, que circulam na população dessa região, a qual a companhia chama deindigenordestinafricana.

 unnamed-2

SERVIÇO:

Apresentação: “Rebanho”

Cia. Sansacroma

Direção: Gal Martins

Intérpretes Criadores: Djalma Moura, Verônica Santos, Ciça Coutinho, Flip Couto,

Érico Santos e Aysha Nascimento

Apresentação dia 19 de outubro de 2016, quarta-feira, às 20h

CEU Campo Limpo, à Avenida Carlos Lacerda, 678, em Pirajussara, São Paulo

Entrada franca

Classificação etária: 16 anos

Duração: 50 minutos

Mais informações:

https://www.facebook.com/sansacroma/

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s