‘Vertigens’, de Wilson Alves-Bezerra, é finalista do Prêmio Jabuti 2016

“Recomeço. Nenhuma metáfora. Toda boca ela e riso onde paro, escrevo poemas e perco os sentidos”.

Wilson Alves-Bezerra

14875422_1145121642244741_949380893_n

Por Edmar Neves

O livro de poemas Vertigens (Iluminuras, 2015), de Wilson Alves-Bezerra, está na final do Prêmio Jabuti 2016, na categoria Poesia. Uma novidade para este ano é que haverá uma nova categoria chamada “Escolha do Leitor”, onde o leitor escolhe o vencedor, avaliando o livro no site da Amazon.

Escritor, tradutor, crítico literário e professor de literatura na UFSCar, Wilson Alves-Bezerra é autor do livro de contos Histórias Zoófilas e Outras Atrocidades (EDUFSCar/ Oitava Rima, 2013) e do livro de poemas urgentes O Pau do Brasil (Editora Urutau, 2016). Como ensaísta, escreveu Reverberações da Fronteira em Horácio Quiroga (Humanitas/ FAPESP, 2012) e Da Clínica do Desejo a Sua Escrita (Mercado de Letras/ FAPESP, 2012). O autor também traduziu Contos da Selva, Cartas de um Caçador e Contos de Amor de Loucura e de Morte, de Horacio Quiroga e Os Outros e Pele e Osso de Luis Gusmán, sendo que foi finalista do Prêmio Jabuti 2010 na categoria Melhor Tradução Literária Espanhol-Português com Pele e Osso. Atualmente colabora como resenhista nos jornais O Estado de São Paulo, O Globo, El Universal (México) e Los Inútiles – de siempre (Argentina).

Quem quiser votar na categoria Escolha do Leitor: https://www.amazon.com.br/b?ie=UTF8&node=15686985011

Lançado em 2015, pela editora Iluminuras, Vertigens, diferente de Histórias Zoófilas e Outras Atrocidades, aposta nos poemas em prosa, bebendo de fontes como Charles Baudelaire, James Joyce, Wilson Bueno, Oswald de Andrade, Herberto Helder, entre outros. Da conjugação, ao mesmo tempo, de sons e imagens em seus 29 fragmentos, surge um português reorganizado, algo novo que, por deixar lacunas, brinca com os sentidos, ou com a falta deles, inserindo o leitor na experiência da vertigem. Sobre seu livro Wilson Alves-Bezerra diz: “Os poemas do livro estão estruturados em torno à Vertigem – vertigem da língua, das línguas, dos corpos, da linguagem. Vivemos em um mundo de saturação de informações e significados. A proposta do livro é saturar os significantes, recombinando-os. Enlouquecer a linguagem, para que cada leitor possa recombiná-la, à sua maneira”.

O Prêmio Jabuti é a mais importante premiação literária do Brasil, onde são destacadas as qualidades do trabalho de todas as áreas que estão envolvidas no processo de criação e produção e um livro, além de valorizar os autores nacionais, já estando em sua 58ª edição. Sobre sua indicação aos finalistas da categoria Poesia, o autor afirma que “é uma grande alegria ser indicado novamente ao Jabuti. Da primeira vez, fui indicado como tradutor, em 2010, pela tradução do argentino Luis Gusmán, e o tradutor é um leitor privilegiado, que escreve o já escrito, mas de outro modo. Ser indicado como poeta, que traz uma dimensão autoral, é muito gratificante. Quando se traduz, há o original como referência. Quando se escreve um livro próprio, a referência é a própria literatura: muito mais liberdade permite erros muito maiores, ou algum acerto, como parece ser o caso. Também é grande privilégio é voltar a falar das Vertigens, vê-las circulando mais, com mais leitores. Se um prêmio ou possibilidade de prêmio é uma chance de falar mais sobre literatura, então alcançamos algo muito valioso.”

Confira a lista completa dos finalistas na categoria Poesia:

Título: Acerto de Contas – Autor: Thiago de Mello – Editora: Global

Título: Agora Aqui Ninguém Precisa de Si – Autor: Arnaldo Antunes – Editora: Companhia das Letras

Título: Antologia da Poesia Erótica Brasileira – Autor: Eliane Robert Moraes (organização) – Editora: Ateliê Editorial

Título: As Rugosidades do Caos – Autor: Luis Dolhnikoff – Editora: Quatro Cantos

Título: Da Lua Não Vejo a Minha Casa – Autor: Leonardo Aldrovandi – Editora: V. de Moura Mendonça Livros (Selo: Demônio Negro)

Título: Manual de Flutuação para Amadores – Autor: Marcos Siscar – Editora: 7Letras

Título: Ópera de Nãos – Autor: Salgado Maranhão – Editora: 7Letras

Título: Pig Brother – Autor: Ademir Assunção – Editora: Editora Patuá

Título: Sermões – Autor: Nuno Ramos – Editora: Iluminuras

Título: Treme Ainda – Autor: Fabio Weintraub – Editora: Editora 34

Título: Tróiades – Remix Para o Próximo Milênio – Autor: Guilherme Gontijo Flores – Editora: Editora Patuá

Título: Versos Pornográficos – Autor: Chico César – Editora: Confraria do Vento

Título: Vertigens – Autor: Wilson Alves Bezerra – Editora: Iluminuras

Título: Viagem a um Deserto Interior – Autor: Leila Guenther – Editora: Ateliê Editorial

14886230_1145121348911437_2119902107_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s