Dramaturgo, diretor e ator de teatro, artista visual e escritor, militante e parlamentar, Abdias Nascimento é o homenageado da 32ª Ocupação Itaú Cultural

Abdias Nascimento (1914-2011) foi artista, militante e, segundo ele próprio, boi de piranha – alguém que se punha à frente, aceitando o sacrifício, para abrir aos demais novas rotas. Por meio do teatro, da poesia, das artes visuais e da atuação política, tanto entre movimentos sociais quanto em postos institucionais, Abdias dedicou toda a vida ao povo negro e ao combate à discriminação racial. De 17 de novembro de 2016 a 15 de janeiro de 2017, é ele o foco do programa Ocupação.

A homenagem acontece na nossa sede, em São Paulo, com uma exposição em que são reunidos documentos históricos, pinturas, fotografias e vídeos – registros de Abdias e entrevistas com amigos e parceiros seus – que contam a sua trajetória nas várias áreas em que atuou. Além disso, há uma programação paralela.

A Ocupação tem curadoria do Itaú Cultural, do Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros (Ipeafro) – na figura de Elisa Larkin Nascimento, última esposa de Abdias – e de Vinícius Simões, que também desenvolveu a cenografia.

Abdias Nascimento em Nova York, 1997.

Abdias Nascimento em Nova York, 1997. (Foto: Chester Higgins Jr.)

Debates, performances, lançamentos e leituras

Ocorrem duas conferências performativas – debates com apresentações cênicas –, mediadas pelo pesquisador Eugênio Lima: em 17 de novembro de 2016, às 18h, a mesa Dia Nacional da Consciência Negra, com a artista Roberta Estrela D’Alva e o ativista Douglas Belchior; já em 14 de janeiro de 2017, às 17h, O Genocídio do Negro Brasileiro, com a filósofa Djamila Ribeiro e a atriz Naruna Costa.

No dia 3 de dezembro, é republicada uma obra de Abdias antes esgotada, O Genocídio do Negro Brasileiro, de 1978. Já no dia 16 de dezembro, às 18h, será lançada a edição 39 da série Cadernos Negros – um produto do coletivo Quilombhoje sobre a literatura de afrodescendentes no Brasil. Nos dias 29 de novembro e 7 e 13 de dezembro, às 19h, é a vez de Compilação de uma Utopia Possível, performance baseada em textos de Abdias e encenada pelo dramaturgo Ângelo Flávio, criador da Cia. Teatral Abdias Nascimento.

Além disso, ao longo da mostra, são feitas leituras dramáticas de peças do Teatro Experimental do Negro (TEN), fundado por Abdias. Esses eventos acontecem não só no Itaú Cultural, mas também em espaços da Prefeitura de São Paulo, em uma parceria com a Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial. Confira os horários e os locais com detalhes na Programação.

Também ocorrem ações para toda a família: no fim de semana de 3 e 4 de dezembro acontece, às 14h, uma oficina de adinkra – conjunto de símbolos ideográficos de origem africana – com o coletivo Manifesto Crespo; e, às 16h, o espetáculo A Casa de Irene, com o Grupo Teatral Saga. Além disso, nossa equipe educativa propõe atividades ao longo da mostra: o ciclo de debates Reconhecendo Identidades, aos domingos, sempre às 17h; e uma oficina de estêncil, de quinta a domingo, às 15h.

Abdias Nascimento durante discurso no Senado entre 1997 e 1999

Abdias Nascimento durante discurso no Senado entre 1997 e 1999

Publicação impressa e site

Acompanham a exposição uma publicação e uma nova seção no site da Ocupação. O produto impresso reúne artigos que discutem as facetas do trabalho de Abdias, escritos pelos pesquisadores Túlio Custódio (sobre a relevância de Abdias como intelectual negro), Renata Felinto (artes visuais), Lindinalva Barbosa (literatura) e pela repórter Conceição Freitas (atividade legislativa). Ainda mais, Elisa Larkin Nascimento faz um panorama da obra e Eugênio Lima apresenta uma cartografia dos conceitos mais importantes no pensamento de Abdias. Por fim, a publicação traz um ensaio do fotógrafo Roger Cipó inspirado pelo homenageado.

No site, a partir do dia 17 de novembro, você acessa parte do conteúdo da mostra – como fotos históricas e obras de Abdias – e material exclusivo: entrevistas com amigos e parceiros que acompanharam sua trajetória; artigos dos pesquisadores Liliane Braga (sobre a diáspora e a cosmovisão negras) e Danilo Luiz Marques (sobre os quilombos e a noção de quilombismo); e uma expansão da cartografia de Eugênio Lima. É possível ouvir também a trilha composta por Renato Gama especialmente para a exposição. Enquanto esse conteúdo não está disponível, visite por lá o que fizemos para outros homenageados, como João das Neves e Nelson Rodrigues.

★★★

Ocupação Abdias Nascimento
Quinta-feira 17 de novembro de 2016 a domingo 15 de janeiro de 2017 

Visitação

terça a sexta 9h às 20h (permanência até as 20h30)
sábado, domingo e feriado 11h às 20h

espaço expositivo (piso 1)

Endereço
Avenida Paulista 149 São Paulo SP CEP: 01311 000 (Estação Brigadeiro do metrô)
Contatos e Informações Extras
fone 11 2168 1777 fax 11 2168 1775

libras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s