Ubirathan do Brasil: ojeriza, solução da solidão ou o escafandrista

 

 

ojeriza, solução da solidão ou o escafandrista 

olhos de cascavel
dando bote nos meus

você rezando
pra malditos santos indecentes
convocando feiticeiros
pra assassinar os coelhos pretos
da minha cartola

deito na rede trançada
de ópios e papoulas
eu olho no fundo do copo

meus dentes amarelos
minha cara chumbada
gira, gira, gira, gira, gira, GIRA. GIRA, GIRA
como o carrossel da saudade

a lua minguante & bêbada
sorri troncha
&
deus cheio de lembranças
corta os pulsos
com uma faca nordestina

os carneiro berram
& morrem entre flores
y capins, estou só

como as estradas
sem marcas do galope da égua

estou só
como um escafandrista
que mergulha
no coração das estrelas

ESCAFANDRISTA
que mentiu ao matar as baleias

escafandrista que bebeu
y cantou o dia inteiro
escafandrista que se afogou
nas lágrimas de quem não estendeu a mão

escafandrista que não rezou
entre as algas
plantas & peixes
do oceano pacifico

vi sua boca
sua boceta morrer de sede

estou molhado até os pés
como roça chovida
como terra em húmus

vi o padre beber querosene
e rebecca morrer de rir
num domingo na praça

vi as canções que fiz pra ti
partirem num navio
sem abanar as mãos

perdi minha carranca
& patuá
perdi a cor do chão
y de guaches
pintei meus pés
deixando pegadas
em eruditos sonhos teus.

ubirathan-do-brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s