Ubirathan Do Brasil: dentro da gente também anoitece

 

dentro da gente também anoitece 

você ainda engole diamantes invisíveis e lambe a lâmina amolada do amor,
perde tempo com trovões e álcool dentro da barriga,
consome cogumelos mexicanos e galopa numa égua sem cela
rumo à loucura,
rumo á ciranda dos urubus anunciando a extinção das cabeças dos homens
só os ratos são felizes
abutres y canários bicam
uma espiga dourada na mão de deus
que de pernas cruzadas: grunhe, pateticamente:
grunhe

raparigas ruivas distribuem carabinas atras do balcão de bar
pra crianças assassinarem João Coltrane
(anjos em capela: grunhem.)

– só os ratos são felizes

você ainda murmura tragédias e quebra santos de gesso
sonha com arvores de titânio derretido e flores de prata na sala

BUDA MORREU A SEMANA PASSADA

ela é uma chuva de facas que despencou em meus ventrículos
esquerdo e direito
eu sou o faquir da dor
eu sou hitler dando o cú
eu matei pixinguinha
e errei os números da loteria
eu enforquei chico xavier
e exu caveira, eu gozei entre as pernas de madre tereza de calcutá

eu também sou um deus
gordo, louco y diabético
meus anjos são aidéticos

eu quero explodir um banco
uma prefeitura
uma ponte, uma parede
uma praga

O AMOR MORREU A SEMANA PASSADA

eu to cortando os cabelos do destino
quebrando telas e quadros
escutando óperas podres
eu brinco com grãos de areia
eu bebo lágrimas miúdas
eu rasgo cabeças de pessoas
em fotografias
eu toco trompete enquanto…
eu me mato e te morro.

O LIXO É MAIS PRECIOSO QUE AMOR

eu observo o rato acuado
a caça, o cru, o canto, meu canto…

– Só os ratos são felizes

é domingo
domingo é um deus mórbido pitando haxixe
bebendo absinto permeado de fadas opiáceas
domingo é um acido lisérgico na língua do papa
domingo é um poema fuzilado
domingo é o carrasco
que sorri entre seus dentes de marfim

só eles são felizes no domingo
& domingo é quando os ratos aparecem!
Eu observo o aqui
fantasmas deitados no chão
enquanto ratos, intelectualmente
esculpem orgias
a ratoeira ocultamente me espia
e a morte me espreita

e os diamantes
o boteco
os trovões
o jim beam
a égua galopando
a loucura
os urubus
a cabeça dos homens
os ratos
os abutres
os canários
as raparigas
as carabinas
o balcão
o bar
as crianças
as tragédias
as fotografias
as línguas
as orgias

dentro da gente também anoitece.

★★★ 

ubirathan-do-brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s