POEMA LIVRE: Três poemas de Nil Kremer

Seated Woman at the Window, de Nel Deurinckx (1915)

Seated Woman at the Window, de Nel Deurinckx (1915)

a anedota atravessa a rua
com ar solícito
e roupa verde abacate
ostenta estrelas engomadas no peito
e coturnos engraxados
usa boina, a anedota
tem marcha, mancha de vencedor
opressor com alvará
postura de ganhador da megassena
grave anedota
mais um mortal pra frota de formigas
com síndrome de gigantismo

meu grão é doutra parte
marciano grão com crinas ao vento
costas embebidas em mel
e um carrossel de peixes tatuado

meu grão é doutra parte
tem olhos de chuva e pagã maresia
turva janela de onde se colhe maçãs

meu grão é doutra parte
cômodos descalços onde se pisa areia
decadente veia
em que o mar tem o som de violinos anunciando tempestade

meu grão é doutra parte
uma catedral em transe
insone catedral com vitrais em chamas

que eu não me cure
do onírico entre nevralgias
da agonia quase gozo diário
dos perdulários de brevidades, filtros de pesadelos
do vermelho invasivo, vivo
latente vermelho

que eu não me cure
da candura do teu olhar de Tejo
do silente, taciturno desejo
da consistência da carne em chamas
chama que treme, arde
chama que come quieto

nil-kremer

Anúncios

Um comentário sobre “POEMA LIVRE: Três poemas de Nil Kremer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s