3 poemas de Nil Kremer

The Married Priest - Rene Magritte

The Married Priest – Rene Magritte

Morre-se lentamente
Morre-se de um tudo
de choque
mudo morre-se
de luto
.
.
Morre-se de bote
do destino
de sol a pino
num susto morre-se
.
.
Morre-se sem encaixe
em trapiches
morre-se por caprichos
em lixões morre-se
.
.
Morre-se sem medicação
são
de altura
na lisura, fissurado
ao bel prazer morre-se
.
.
Morre-se exilado
calado
pertencente ou não
morre-se quadrado
perdido
morre-se na perdição

.
.
Morre-se aflito
em contrição
morre-se ateu
plebeu
superstar morre-se
.
.
Morre-se de sim
de indiferença
E por fim a sentença:
Morre-se em previsibilidade

31 de agosto de 2016

parece inadequado sorrir
hoje parece inadequado erguer as pálpebras
o joelho ralado demora a cicatrizar
parece inadequado agir com espanto
como quem não esperava
parece inadequado utopia por bússola
os girassóis de van gogh parecem inadequados
num dia nublado assim
talvez a chuva lave a vergonha
já que
parece inadequado não senti-la

pendência
meu medo é um polvo
com oito indicadores
na cara das minhas dores

nil-kremer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s