3 poemas de Leticia Pierre

'Metamorphosis' (1936). de Joan Miró

‘Metamorphosis’ (1936). de Joan Miró

Depois de tanto tempo longe
hoje, finalmente,
me encontrei.
Não é que eu me ache
mas o que eu sou
eu sei.

Paixão é vertigem, tontura.
Infecção aguda.
Loucura, tortura.
É um Deus nos acuda.
Há quem diga que não tem cura,
mas gosto dessa fissura.
Deus me livre não me apaixonar.

Meu coração
Pulsa
Pula
É
Puta.
Se dá
Sem pudor
Sem pavor
E não vê o amor
Como uma disputa.

leticia-pierre

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s