Novo livro de Wilson Alves-Bezerra é uma viva conversa com interlocutores latino-americanos

Wilson Alves-Bezerra foi o vencedor na Escolha do Leitor, na categoria Poesia, da 58ª edição do Prêmio Jabuti.

Wilson Alves-Bezerra foi o vencedor na Escolha do Leitor, na categoria Poesia, da 58ª edição do Prêmio Jabuti.

Wilson Alves-Bezerra é poeta, vencedor do Jabuti (Escolha do Leitor) em 2016 por Vertigens, e ficcionista. Além disso, é um destacado professor universitário, capaz do maior rigor crítico e analítico. Isso não impede que seus textos vão ao encontro do leitor de maneira fluida e prazerosa, o que se vê neste Páginas latino-americanas, reunião das resenhas literárias que Wilson escreveu para alguns dos principais veículos brasileiros de comunicação de massa, entre 2009 e 2015. O livro é uma viva conversa com ótimos interlocutores, desde a tradição, ou melhor, as várias tradições que reúnem nomes como Quiroga, Borges, García Márquez etc., até a contemporaneidade de autores que enfrentam o desafio de escrever hoje em nosso continente.

Pensar a literatura latino-americana implica pensar diversas das questões capitais deste universo para nós ainda um pouco estranho, pois, para ele, não deixamos de eventualmente estar de costas. Do México ao Uruguai — passando pelo Brasil, a propósito —, Wilson Alves-Bezerra nos ensina que a literatura latino-americana não é apenas um mundo raro e fascinante, mas um lugar privilegiado de reflexões que vão da estética à ética, passando, é claro, pela política.

Wilson Alves-Bezerra é escritor, tradutor, crítico literário e professor de literatura na UFSCar. Autor de Histórias Zoófilas e Outras Atrocidades (EDUFSCar/ Oitava Rima, 2013), Vertigens (Iluminuras, 2015) e O Pau do Brasil (Editora Urutau, 2016) ), como ensaísta, escreveu Reverberações da Fronteira em Horácio Quiroga (Humanitas/ FAPESP, 2012) e Da Clínica do Desejo a Sua Escrita (Mercado de Letras/ FAPESP, 2012. O autor também traduziu Contos da Selva, Cartas de um Caçador e Contos de Amor de Loucura e de Morte, de Horacio Quiroga, Os Outros e Pele e Osso de Luis Gusmán. Foi finalista do Prêmio Jabuti 2010 na categoria Melhor Tradução Literária Espanhol-Português com Pele e Osso e vencedor do Prêmio Jabuti em 2016, na categoria Escolha do Leitor, com Vertigens. Como jornalista, colabora nos jornais O Estado de São Paulo, O Globo, El Universal (México) e Los Inútiles – de siempre (Argentina).

unnamed

 

Lançamento

Dia 2 de março

Às 19h

Livraria Cultura (Conjunto Nacional)

Av. Paulista, 2073 – Consolação

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s