Prévia de dicionário digital com informações sobre o circo brasileiro estará online no Dia do Circo

Projeto de Cristina Bend e selecionado pelo Rumos Itaú Cultural, programa de fomento à cultura do instituto, apresenta informações sobre gerações de famílias circenses dos séculos 19 e 20, artistas independentes que se ligaram a essas famílias e artistas do circo contemporâneo, que saíram das escolas de circo e formaram grupos; são verbetes, árvores genealógicas, imagens, entre outros; Circodata – Dicionário do Circo Brasileiro também possui versão em inglês e Libras

 

Na data em que se comemora o Dia do Circo, 27 de março (segunda-feira), a escritora e pesquisadora Cristina Bend coloca na web uma prévia do site Circodata – Dicionário do Circo Brasileiro (www.circodata.com.br), uma base de dados que reúne biografias de artistas circenses brasileiros e estrangeiros, dos séculos 19 e 20, que aqui se estabeleceram. Com a plataforma ainda em construção, neste dia o público entra em contato com o histórico da família Azevedo, uma das mais importantes no universo circense, por meio de verbetes, árvore genealógica, fotos, biografias, glossário. O projeto foi contemplado pelo Rumos Itaú Cultural (2015-2016) – um dos principais programas de fomento à cultura do país –, e oferece, também, uma versão em inglês, permitindo maior comunicação com circos no exterior, e tradução de texto na língua portuguesa para Libras, por meio do software ProDeaf.

O Circodata foi inspirado no site internacional Circopedia, cujo conteúdo sobre o Brasil traz poucas informações sobre o circo nacional. A proposta do projeto de Cristina é ser uma obra em construção e de conteúdo nacional. Por enquanto, a plataforma possui 1400 verbetes redigidos, 60 famílias catalogadas, 12 árvores genealógicas, de até cinco gerações – onde é possível observar o grau de parentesco entre as famílias de circo a partir dos casamentos –, cerca de 50 fotografias com legendas e direitos autorais, glossário com 200 termos do picadeiro em português e em inglês, bibliografia com mais de 80 obras sobre o tema. Além de informações sobre famílias do meio, o público também encontra material sobre artistas independentes que se ligaram a essas famílias e artistas do circo contemporâneo, que saíram das escolas de circo e formaram grupos, como por exemplo, os Irmãos Brothers e Acrobático Fratelli.

“Trata-se de um site aberto, que não se esgota aqui e que aceita contribuições de todos os interessados no tema”, explica Cristina. O trabalho, segundo ela, foi realizado dentro do rigor exigido, mas não exclui o caráter experimental da pesquisa, baseado na tradição oral – o que pode representar uma margem de 5% de erro a ser corrigido quando necessário. “Acreditamos que o volume do material acumulado poderá ser disponibilizado integralmente a partir de junho para pesquisadores, estudiosos, artistas em geral e admiradores do circo no Brasil, que poderão acessar esses conhecimentos em nível artístico, acadêmico e institucional”, fala. “Ressaltamos que esta não é uma proposta isolada, pois conta com a colaboração de profissionais de diferentes áreas do conhecimento e vem contribuir com a bibliografia já existente sobre o assunto.”

O Brasil possui dicionários de diversas expressões artísticas, menos um de circo neste modelo, seja no formato impresso ou no digital. “Tem a Encircopédia, mas é um trabalho em outro formato, não são verbetes”, explica Cristina. Circodata – Dicionário do Circo Brasileiro traz a modalidade cênica novamente para a categoria de arte e não apenas de evento. Dá visibilidade aos artistas de circo que proporcionam alegria, entretenimento e cultura desde meados do século 19, quando chegaram no país as primeiras famílias de artistas vindas da Europa, Ásia e América do Sul. Sobre o período que o dicionário abrange, Cristina explica que a pesquisa de campo direcionou grande parte do trabalho para o século 20, confirmando que o circo está no presente e não só no passado. “Mesmo assim, incluímos cerca de quase 100 nomes do século 19, que são de antepassados de artistas ainda hoje em atividade. ”

“Fico feliz que os circenses possam se reconhecer no Circodata. Essa foi a maneira que encontrei de homenageá-los, e, se me permitem, agora arrisco dizer que também sou do circo”, afirma Cristina, que foi aluna da primeira turma do Circo Escola Picadeiro em São Paulo, comandada por José Wilson Moura Leite – membro da terceira geração de artistas da família Moura –, época em que a pesquisa teve início. Atualmente, no Brasil estima-se que existam mais de 1000 circos itinerantes de pequeno, médio e grande porte, mais de 100 famílias e uma média de cinco mil artistas trabalhando nas cinco regiões do país.

O começo

O embrião do dicionário foi o trabalho de conclusão da graduação de Cristina Bend, no curso de

Letras/Tradução na PUC São Paulo: um pequeno glossário bilíngue de termos técnicos das artes circenses. Tendo outros dicionários como modelo, preparou um questionário e começou a entrevistar os professores. Nele havia perguntas como o nome completo, apelido, nome artístico, local e data de nascimento, apresentações no picadeiro, filiação, avós paternos e maternos, parentes artistas, geração, escolaridade, data de estreia, quem foi o seu mestre, circos onde se apresentou, outra profissão, filhos, prêmios recebidos.

Com o tempo, devido o processo inicial de sistematização das biografias ser precário, não ter uma metodologia específica e, por esse motivo, o trabalho ser dificultado pela insegurança dos circenses em fornecer informações, Cristina abandonou a pesquisa com 150 verbetes. Retomou-a 12 anos depois, em 1998, quando passou as informações das fichas para o computador. Com o tempo e o material recolhido, resolveu criar o dicionário digital.

Rumos Itaú Cultural

O Itaú Cultural mantém o programa Rumos desde 1997. Este que é um dos primeiros editais públicos do Brasil para a produção e a difusão de trabalhos de artistas, produtores e pesquisadores brasileiros, já ultrapassou os 52 mil projetos inscritos vindos de todos os estados do país e do exterior. Destes, foram contempladas mais de 1,3 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento dos projetos selecionados nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa.

Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 6 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos selecionados. Na última edição (2015-2016), as propostas inscritas foram examinadas, em uma primeira fase seletiva, por uma comissão composta por 30 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país. Em seguida, passaram por um profundo processo de avaliação e análise por uma Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 22 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição.

 

SERVIÇO:

Rumos Itaú Cultural 2015-2016

Circodata – Dicionário do Circo Brasileiro

De Cristina Bend

Prévia do site: dia 27 de março (Dia do Circo)

www.circodata.com.br

 

Assessoria de Imprensa:

Conteúdo Comunicação

Fone: 11.5056-9800

Cristina R. Durán: cristina.duran@conteudonet.com

Amanda Viana: amanda.viana@conteudonet.com

Karinna Cerullo: cacau.cerullo@conteudonet.com

Roberta Montanari: roberta.montanari@conteudonet.com

No Itaú Cultural:

Larissa Correa: larissa.correa@mailer.com.br

Fone: 11.2168-1950

Rumos Itaú Cultural

Carina Bordalo: carina.bordalo@terceiros.itaucultural.org.br

Fone: 11.2168-1906

www.conteudocomunicacao.com.br

www.twitter.com/agenciaconteudo

www.facebook.com/agenciaconteudo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s