Campeãs de poesia falada participam de bate-papo no Flipoços

Luz Ribeiro, Mel Duarte, Roberta Estrela D´Alva e Paulina Chiziane falam sobre literatura marginal e periférica no mundo

Paulina Chiziane (Foto: Divulgação)

 

O número de publicações autorais e participações de mulheres em antologias, saraus e slams tem crescido na cena da literatura marginal/periférica, por isso, o Festival Literário de Poços de Caldas, o Flipoços, promove uma mesa para discutir o tema com as escritoras Luz RibeiroMel Duarte – ambas campeãs de poesia falada – Paulina Chiziane (direto de Moçambique) e Roberta Estrela D’Alva. A mediação é com a jornalista Jéssica Balbino. O evento é parte do Encontro de Arte da Periferia, que está todos os anos no festival e ocorre no dia 03 de maio às 17h30 no Teatro Benigno Gaiga. A entrada é gratuita.

Nesta 12ª edição do Flipoços, as escritoras vão conversar sobre as próprias produções na literatura feita a partir das periferias – tanto no Brasil como em Moçambique, sobre o papel da mulher na literatura e sobre a força da poesia falada.

Entre as convidadas estão Paulina Chiziane, a primeira mulher a publicar um romance em Moçambique, que luta por direitos das mulheres no país e dialoga intensamente com outras mulheres negras por meio da arte. No Flipoços ela integra a comitiva de escritores africanos e no bate-papo, vai contar um pouco da experiência da escrita no país em que vive.

Roberta Estrela D’Alva (Crédito: Renato Nascimento)

Slam: a força da poesia falada

Luz Ribeiro vai representar o Brasil na copa do mundo de poesia falada
(Crédito: Divulgação)

As outras convidadas da mesa devem falar também sobre ser mulher negra e escrever, sob a ótica de quem vive no Brasil, mas também representa o país em eventos internacionais de Slam – campeonato de poesia falada.

Entre as convidadas estão Mel Duarte, que em 2016 venceu o Rio Poetry Slam, campeonato de poesia falada no Rio de Janeiro, com 15 outros poetas de diferentes nacionalidades, Luz Ribeiro, que venceu o Slam BR também em 2017 e neste ano vai para a França representar o Brasil na copa do mundo de poesia falada. A atriz-MC, apresentadora e pesquisadora Roberta Estrela D´Alva também participa do bate-papo. Ela é a responsável por realizar no Brasil o primeiro slam, em 2008 e ajudar a fomentar o cenário desde então, culminando com cerca de 50 slams atualmente em todo o país.

“A cena dos slams tem crescido muito no país, assim como a participação das mulheres. Em 2016, algumas amigas, inclusive a Luz Ribeiro, e eu começamos a fazer o Slam das Minas – SP, inspirado em um movimento que já existia em Brasília (DF) e percebemos que faltava esse espaço em que as mulheres se sentissem à vontade para falar, declamar, performar. E é também uma forma de garantir mais equidade na participação das mulheres na final do Slam BR, que reúne os slams de todo o país e define o vencedor, que irá para a França. Tem sido muito bom participar desta cena toda, acompanhar a evolução das outras manas e sentir essa mudança. Vai ser muito bom poder falar mais disso no Flipoços, contar sobre essas experiências e inspirar mais irmãs da poesia”, destacou a poeta Mel Duarte.

O bate-papo terá mediação de Jéssica Balbino, jornalista que atua como curadora do Encontro de Arte da Periferia desde 2009 e pesquisou a produção literária feita por mulheres brasileiras durante o mestrado em Divulgação Cultural pela Unicamp.

Para Gisele Ferreira, diretora da GSC Eventos Especiais, empresa que criou e organiza o Flipoços, o bate-papo com as autoras da literatura marginal/periférica só enriquece a programação do encontro. “Desde 2009 realizamos o Encontro do Hip-Hop e Arte da Periferia, como forma de valorizar a produção cultural que é feita às margens e de dialogar também com o público que vive nas periferias. É um grande prazer receber estas escritoras no nosso evento, todas muito talentosas e incríveis”, comentou.

Mel Duarte venceu o Rio Poetry Slam de 2016
(Crédito: Bruna Monique)

O Flipoços
A 12ª Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas contam com o patrocínio do Grupo DME, Prefeitura Municipal, Mineração Curimbaba, CBA Votorantim, Supervale e EPTV Sul de Minas. Parceria Cultural Sesc. Apoio IMS, Leiturinha, Câmara Brasileira do Livro, Câmara Mineira do Livro, Embaixada de Moçambique no Brasil, Camões Instituto de Línguas e Cooperação, CPCLP – Comissão para a Promoção de Conteúdo em Língua Portuguesa, Instituto Pró-Livro, ACIA Poços, Senac, Poços Convention, ANL – Associação Nacional das Livrarias, Secretarias de Estado da Cultura, Turismo, Relações Internacionais e Educação. Realização GSC Eventos Especiais. Informações pelo (35) 3697 1551.
Mais informações podem ser obtidas pelo site www.flipocos.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s