Débora Gil Pantaleão: não há vagas

 

Act of violence, de 1932, por Rene Magritte

 

 

não há vagas

para ferreira gullar

 

o

amor

não

cabe

no

poema

o

poeta

não

cabe

no

poema

o

poema

cabe

no

poema

o

poema

é

anoréxico

as

palavras

que

paguem

o

preço

Leia os poemas da Débora, clique aqui

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no Livre Opinião – Ideias em Debate? É só seguir os perfis oficiais no Twitter, InstagramFacebook e Youtube. A cultura debatida com livre opinião

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s