Sousandré: Blues

André Bomfim

blues

gosto dessa voz
que ecoa
sem pedir licença

tem um timbre
de cor nubente
& por vezes macia

por vezes anuncia
uma embriaguez
recente
(embrião de uma conversa longa)

estico o fio até onde a vista alcança
só para ouvir essa voz
que se desnuda
nessas mil & uma noites
de sons
& filosofias nunca antes comentadas

gosto dessa voz
pela ternura
em perguntar
sem medo da ingenuidade
se cada coisa tem seu tempo
& seu espaço
& seu conserto
mesmo que saiba que estamos no mesmo ferro velho safado & no
mesmo barco bêbado com água entrando pelos poros & alçapões

gosto dessa voz
porque ela tatua
em minha retina
uma chave
em meu corpo de vil metal
& faz as engrenagens girarem
como se possuídas
por um fantasma na máquina

o gosto dessa voz
destila um corpo
que se despe & despede
de toda vida sem sal

o gosto dessa voz
é de bud in the Sky with diamonds
antes daquele beijo sem partitura

sem relógio no pulso ou na parede

sem métrica

sem gelo
(um duplo, por favor)

gosto dessa voz
porque ela me silencia
como numa pequena morte
como num doce compartilhado
numa estrada esburacada

Sousandré é poeta, ator, músico, callejero profissional & professor de filosofia. Não necessariamente nessa ordem. Tem poemas publicados em revistas & sites de poesia & literatura em geral. Está preparando o seu primeiro trabalho solo intitulado “Arribação”, que será lançado em 2017. Tem dois livros a procura de uma editora & escreve semanalmente no blog Arribação: www.arribacao.wordpress.com
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s