Isadora Krieger lança o livro ‘O wi-fi da igreja é muito fraco’ em São Carlos

Capa de Wladimir Vaz

A escritora e poeta Isadora Krieger realiza, no sábado (27), o lançamento de O wi-fi da igreja é muito fraco (Editora Urutau) em São Carlos. Este quarto livro da autora conta com as ilustrações de Augusto Meneghin e posfácio de Alex Antunes. O evento acontecerá no Espaço VivaVeg, a partir das 19h30. Leia no final da matéria um trecho do livro.

Isadora Krieger  publicou em 2014 o romance Memória da Bananeira (Carniceria Livros), o livro de poemas O gosto da cabeça, na coleção Poesia Menor (Publicações Iara) e a novela Caráter anal, na coleção Boca Santa (Carniceria Livros). Atualmente trabalha na peça Amadeleite, que será publicada este ano pelo selo Carniceria Livros. Também foi curadora e produtora do Cabaret Revoltaire, projeto aberto a diversas manifestações artísticas.

OFICINA DE ESCRITA – Isadora também realizará em São Carlos A Primeira Oficina de Escrita Experimental da Literatura Brasileira, no espaço Vivaveg. O encontro ocorrerá nos dias 23, 24, 25 e 26 de maio. Das 19h00 às 22h00.  A oficina é elaborada com propostas atípicas, com o objetivo de provocar o inconsciente e estimular a criatividade. Para que a partir daí os participantes desenvolvam os seus textos literários. Clique aqui e saiba mais.

Isadora Krieger (Foto: Carolina Krieger)

Trecho do posfácio

O título de “O wi-fi da igreja é muito fraco”, que poderia ser um chiste, é antes um aviso, a respeito de onde provém o terrível, e de como ele toma forma: esses hiatos entre ciência, tecnologia e religião (como explica Max Sandor, essa tríade só mantém a cultura humana saudável enquanto está em equilíbrio – e esse, definitivamente, não é o nosso caso).

“O wi-fi da igreja é muito fraco” é, ao fim, um texto sobre si mesmo. Não no sentido de ser formal, mas devorador. Tem essa qualidade rara que articula o sutil e o brutal, o carnal e o transcendente – ouso citar “O Erotismo” de Bataille. Ou, mais ainda, “Para Acabar Com O Juízo De Deus”, de Artaud. 

Alex Antunes

Ilustração de Augusto Meneghin

Trecho de O wi-fi da igreja é muito fraco

sinto o coração, o coração é inútil, doente, a filha-tão-só está doente, eu estou doente, compreendo os furúnculos na virilha, o lençol encharcado à noite, o pássaro que se chocou na janela, o sol atravessando o vitral estilhaçado, compreendo o absurdo, o paradoxo, a pequena magnitude de Deus, merda, tinha prometido a mim mesma não falar sobre Deus, mas o homem falou sobre Deus, nunca tinha visto um homem falar sobre Deus, não assim, todos os itinerários levam a Deus, o mais escuro, o mais funesto, o mais sujo, o homem disse descemos, descemos, descemos, descemos, descemos, descemos, descemos e, quando chegamos lá no fundo, bem lá no fundo, damos de cara com Deus, como é a cara de Deus?, inevitável.

Lançamento do livro O wi-fi da igreja é muito fraco
de Isadora Krieger
Data: sábado, 27 de maio
Horário: 19h30
Local: São Carlos, Espaço Vivaveg (Rua 9 de julho, 1704)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s