Autor das biografias de Stalin e Lenin, Robert Service encerra trilogia de líderes soviéticos com livro sobre Trotski

“Trotski, uma biografia” faz parte de uma série de livros que a Record publica este ano por ocasião do centenário da Revolução Russa

unnamed (2)Respeitado autor de biografias e livros históricos como “Camaradas: uma história do comunismo mundial”, Robert Service apresenta em “Trotsky, uma biografia” um trabalho primoroso de pesquisa sobre a vida pública e privada do político e filósofo, que foi um dos principais responsáveis pela construção do Exército Vermelho.

Na primeira biografia de Trotski escrita fora da Rússia por um autor que não é trotskista, o líder soviético é revelado como uma figura egocêntrica, de poucos amigos e com personalidade obsessiva. A obra analisa, entre outros temas, suas contribuições na Revolução de 1917, suas diferenças com Lenin, a ruptura com Stalin e os anos no exílio.

No livro, Service relata que Trotski dizia que a situação da URSS teria sido radicalmente diferente se ele e sua facção tivessem conquistado a supremacia. O socialista acreditava que ao menos eles teriam lutado pela democratização da política soviética e contido a maré da contrarrevolução, do governo arbitrário de Stalin. Para ele, os trabalhadores teriam ficado a seu lado, se não tivessem sido impedidos de fazê-lo pela ação opressiva da polícia.

Robert Service é membro da British Academy e professor de história na Universidade de Oxford.

 

Trecho

“O próprio Trotski escreveu um vívido conjunto de memórias em 1930, dez anos antes de morrer. Seu seguidor Isaac Deutscher escreveu uma trilogia de grande verve literária em 1954-1963, e o trotskista francês Pierre Broué produziu um estudo em volume único em 1989. Trotski e Deutscher escreviam com brio, e não tenho a pretensão de me haver equiparado a seu estilo. Mas afirmo que Trotski foi seletivo, evasivo e autoengrandecedor em seu relato, e que Deutscher e Broué deixaram de fazer muitas das perguntas incômodas e necessárias a respeito dele. Broué era um idólatra; Deutscher, mesmo acreditando que o regime soviético depois de Stalin poderia corrigir-se e construir uma ordem comunista humana,rezava pela cartilha de Trotski. Trotski e Deutscher escreveram livros que ganharam influência duradoura, muito além do perímetro da extrema esquerda política, e seus juízos altamente questionáveis foram tratados, com demasiada frequência, como a última palavra sobre o assunto. Era o que queriam. A história da Revolução Russa, no entanto, merece uma abordagem mais investigativa, e esta biografia tenciona contribuir para isso.”

TROTSKI, uma biografia
De Robert Service
Tradução de Vera Ribeiro
770 páginas
R$ 94,90
Editora Record
(Grupo Editorial Record)

record

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s