‘Isso Não É um Sacrifício’, monólogo com parceria da diretora Christiane Tricerri e da atriz Fernanda D’Umbra é apresentado no Itaú Cultural

A programação do Ciclo de Debates – Crítica em Movimento conta com discussões sobre a prática da crítica de artes cênicas e com espetáculos que complementam a reflexão sobre o teatro, a dança, o circo e suas confluências. Um desses espetáculos é Isso Não É um Sacrifício, nova parceria da diretora Christiane Tricerri e da atriz Fernanda D’Umbra.

Foto-Sacrificio-011

“Isso não é um sacrifício” (Foto de Gal Oppido)

Desenvolvida sobre texto de Fernando Bonassi, a montagem apresenta Fernanda como única atriz da peça. Ela representa uma mulher que foi usada das mais diversas formas e agora se vê prestes a ser apedrejada até a morte. O monólogo reflete sobre intolerância e sobre o apedrejamento diário no convívio social.

Com linguagem de teatro microfonado – em que a voz da atriz e os instrumentos musicais conversam entre si –, o espetáculo é também sobre a mulher, atacada em suas várias funções sociais, e sobre o feminino, em contraponto a um masculino que representa violência e poder. Christiane Tricerri, que busca o aprofundamento poético, estético, humano e teatral do texto, diz que o tema lhe interessa como diretora e artista: “É sobre o mundo atual, um momento propício para nos tornarmos vítimas ou algozes trocando esses papéis em um piscar de olhos”.

Christiane Tricerri é atriz, diretora e produtora teatral. É integrante do Teatro Ornitorrinco há mais de 30 anos. Dirigiu nomes como Maria Alice Vergueiro, em Medea, e atuou ao lado de Raul Cortez e Zé Celso em peças como Rei Lear e Mistérios Gozosos. Seu último trabalho como atriz, diretora e produtora foi o espetáculo A Merda (La Merda), de Cristian Ceresoli.

15189411

Fernanda D’Umbra é atriz, cantora, roteirista, diretora de teatro e televisão e poeta. Formou-se pela Escola de Artes Dramáticas da Universidade de São Paulo (EAD/USP) e participou em uma série de espetáculos das companhias Teatro do Ornitorrinco, Cemitério de Automóveis, La Mínima, Pia Fraus, Parlapatões e Satyros. Em 2005 recebeu o Prêmio Qualidade Brasil de Melhor Atriz por sua atuação na peça As Mulheres da Minha Vida, ao lado do ator Antonio Fagundes, sob direção de Daniel Filho.

fer

(Foto de Gal Oppido)

Fernando Bonassi é roteirista, dramaturgo e escritor. É autor dos livros SubúrbioLuxúriaPassaporte e SP/Brasil, entre outros. No cinema, roteirizou Estação Carandiru (de Hector Babenco) e Cazuza – o Tempo Não Para (de Sandra Werneck e Walter Carvalho) e, no teatro, Apocalipse 1,11, do Teatro da Vertigem, e Arena Conta Danton.

160323-Bonassi

CICLO DE DEBATES – CRÍTICA EM MOVIMENTO

No mês de setembro, o Itaú Cultural realiza ao longo de cinco dias o Ciclo de Debates – Crítica em Movimento, sobre a presença e as lacunas da prática da crítica nas artes cênicas: o teatro, a dança e o circo. Entre os dias 6 e 10, participam de quatro mesas de debate artistas, professores e críticos, que discutem como os profissionais cênicos, o jornalismo, a universidade, os gestores culturais e o público percebem e lidam com tais áreas artísticas. A programação ainda inclui um diálogo de abertura e três espetáculos.

Com curadoria do jornalista, crítico e pesquisador com mestrado em artes cênicas pela Universidade de São Paulo (USP) Valmir Santos, o evento reflete sobre algumas questões relativas ao trabalho da crítica na atualidade. Hoje, apesar da modernização de cada uma das artes da cena e das influências estéticas de umas sobre as outras, a ênfase do pensamento crítico tem recaído sobre o teatro. Nos debates, levam-se em consideração os novos suportes, as plataformas digitais – blogs, sites e revistas eletrônicas – e uma possível crise da crítica, em contraste com o auge do jornalismo cultural brasileiro na década de 1990.

17426008_10155017029917707_4497331244004676475_n

“Isso não é um sacrifício” (Foto de Gal Oppido)

Isso Não É um Sacrifício 
sábado 9 de setembro de 2017
às 20h
Duração: 45 minutos
Sala Multiúso (piso 2) 100 lugares

Entrada gratuita

distribuição de ingressos
público preferencial: duas horas antes do espetáculo | com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante público não preferencial: uma hora antes do espetáculo | um ingresso por pessoa

Classificação indicativa: 14 anos

libras

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s