projeto pesquisará iniciativas de educomunicação e equidade racial na América Latina

Por meio da fotografia e do compartilhamento de histórias de vida, a empresa social AfroeducAÇÃO pretende apresentar iniciativas de Educomunicação e de Equidade Racial realizadas na América Latina. Para mapear, reunir e divulgar esse material, a organização lançou o projeto Afroeducom em Movimento, que busca recursos – por meio da plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria – para a criação de um livro e a manutenção de uma plataforma digital para difundir essas práticas realizadas na Argentina, na Colômbia e no Peru.

A ideia é visitar e descobrir as experiências de outras instituições que promovem projetos para a transformação social, tendo como foco as prerrogativas da Educomunicação. Ou seja, baseadas em pilares como da liberdade de expressão, educação popular, democratização dos meios de comunicação e protagonismo infanto-juvenil, uso das tecnologias da informação e da comunicação (TICs) dentro e fora da sala de aula, com destaque para a sistematização de práticas voltadas à valorização da identidade étnico-racial e da justiça racial, no combate ao racismo e ao genocídio da juventude negra e periférica nesses países.

Saiba mais no site da campanha Afroeducom em Movimento: www.benfeitoria.com/afroeducom

“Queremos ouvir, registrar e compartilhar histórias de vida das pessoas que fazem acontecer! Nosso objetivo é coletar as experiências dos(as) participantes dos projetos que visitaremos, e a partir dessas vivências, realizar um curso intensivo para trocas de ideias e compartilhamento de conhecimentos em torno das temáticas relacionadas à Educomunicação e à Equidade Racial no Brasil”, detalha Paola Prandini, jornalista, educomunicadora e fundadora da AfroeducAÇÃO.

Assim, o objetivo dos envolvidos é reunir um banco de dados único, que fique disponível em uma plataforma digital, em parceria com a FLACSO Brasil e a Universidade de São Paulo, que facilitará o compartilhamento da produção educomunicativa, favorecendo a troca de saberes e a comparação entre as aplicações em diferentes realidades, permitindo verificar o nível de apropriação de seus referenciais e de suas práticas no continente.

Nesse sentido, o projeto busca ampliar o escopo de trabalho, a fim de estabelecer uma rede mais ampla, numa mobilização latinoamericana pela Educomunicação. Vale destacar que a iniciativa faz parte de uma Mobilização Regional Latinoamericana e Iberoamericana, e conta com o apoio da Faculdade Latinoamericana de Ciências Sociais – FLACSO Brasil, junto com a Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação e o Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo.

Sem título

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s