Peça no Itaú Cultural reflete sobre os tempos turvos vividos na atualidade no país com metáfora de um sonho de mudança que vira pesadelo opressivo

DaTchau – Rumo à Estação GrandeAvenida, da Companhia do Feijão, estimula o debate sobre a radicalização da sociedade por meio de um teatro que não pretende fomentar raivas, ódios e totalitarismos, mas sim provocar uma reflexão sensível sobre o assunto

 

DaTchau_Foto Cacá Bernardes_

‘DaTchau’ (Foto de Cacá Bernardes)

O sonho de mudança se transforma em um pesadelo coletivo na peça DaTchau – Rumo à Estação GrandeAvenida, que a Companhia do Feijão apresenta no dia 26 de setembro (terça-feira), às 20h, na programação Terça Tem Teatro do Itaú Cultural. A montagem é fruto de pesquisas que têm como base as manifestações que aconteceram em todo o Brasil em 2013, os romances de Chico Buarque, as obras do escritor italiano Primo Levi, a irreverência das canções de Adoniran Barbosa e estudos sobre os limites entre as linguagens épicas e dramáticas no teatro.

Com direção e dramaturgia de Pedro Pires, e com Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Guto Togniazzolo, Marcos Coin, Vera Lamy e Zernesto Pessoa em cena, o espetáculo debate o presente, sem deixar de refletir sobre o passado e provocar o pensamento a respeito de para onde a sociedade se encaminha. A peça discute os tempos turvos atuais, por meio de um teatro que não pretende fomentar raivas, ódios e totalitarismos, mas sim provocar uma reflexão sensível sobre o assunto, tangendo a compreensão, desvinculada de radicalismos.

DaTchau_Foto_Cacá Bernardes

‘DaTchau’ (Foto de Cacá Bernardes)

Na encenação, uma pessoa de classe média tenta escrever uma narrativa que dê conta dos tempos sombrios que está vivendo. No processo, sonha que um dia acorda indignada com o estado das coisas e sai às ruas para protestar. Pelo caminho, juntam-se a ela outras pessoas, e todas vão em direção à estação GrandeAvenida, para onde está marcada uma grande manifestação. Durante a viagem, as diferenças do coletivo indignado assumem o protagonismo, atiçam raivas e ódios e se transformam em conflitos oníricos. É então que o sonho se transforma em pesadelo.

O título da montagem é inspirado em Dachau, o primeiro campo de concentração regular para prisioneiros políticos implantado pelo governo nazista, em 1933, no sul da Alemanha. A organização e a rotina deste campo se tornaram modelo para todos os que viriam depois. O processo de degradação tinha início já na sala de registro dos prisioneiros recém-chegados, cujo teto tinha, em letras grandes, a mensagem: “Há um caminho para a liberdade. Suas balizas são: Obediência, Honestidade, Asseio, Sobriedade, Trabalho Duro, Disciplina, Sacrifício, Autenticidade, Amor à Pátria”.

O número de prisioneiros em Dachau, de 1933 a 1945, ultrapassou os 188 mil e provavelmente nunca se saberá ao certo o número total de suas vítimas fatais.

Sobre a Companhia do Feijão

Desde 1998 a companhia realiza um trabalho continuado de desenvolvimento de linguagens teatrais e criação em equipe. Utilizando como tema de base o estudo do homem e das realidades brasileiras, sobrepõe em suas criações a observação crítica de fatos sociais contemporâneos e uma permanente investigação sobre a história e a memória nacionais. Sempre em busca de procedimentos que possam contribuir para um real desenvolvimento de políticas públicas no que se refere à existência de manifestações culturais que escapam a ditames mercadológicos. Tem em seu currículo 13 espetáculos com os quais percorreu grande parte do território brasileiro, além de Portugal, Alemanha, Espanha e Cabo Verde, atingindo um amplo espectro de público que vai de grandes metrópoles a mínimas comunidades rurais.

DaTchau_Foto_Cacá Bernardes_

‘DaTchau’ (Foto de Cacá Bernardes)

FICHA TÉCNICA
Direção e Dramaturgia: Pedro Pires
Atores: Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Guto Togniazzolo, Marcos Coin,
Vera Lamy e Zernesto Pessoa
Direção Musical: Marcos Coin Cenografia: Pedro Pires
Figurinos: Guto Togniazzolo e Arieli Marcondes Luz: Guilherme Bonfanti
Vídeos: Diogo Noventa Projeções: Bruna Lessa e Bruno Carneiro
Operação de luz: Rafael Araújo
Operação de vídeo: Pedro Pires
Registro Fotos e Vídeo: Cacá Bernardes
Produção: Companhia do Feijão
DaTchau – Rumo à Estação GrandeAvenida
Dia 26 de setembro (terça-feira), às 20h
Duração: 95 minutos
Classificação indicativa: 14 anos
Interpretação em Libras

Sala Itaú Cultural (224 lugares)
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: 2 horas antes do espetáculo (com direito a um acompanhante)
Público não preferencial: 1 hora antes do espetáculo (um ingresso por pessoa)
Estacionamento: Entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108
Se o visitante carimbar o tíquete na recepção do Itaú Cultural:
3 horas: R$ 7; 4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 10.
Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.
Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Fones: 11. 2168-1776/1777
Acesso para pessoas com deficiência
Ar condicionado
http://www.itaucultural.org.br
http://www.twitter.com/itaucultural
http://www.facebook.com/itaucultural
http://www.youtube.com/itaucultural
http://www.flickr.com/itaucultural
Assessoria de Imprensa
Conteúdo Comunicação
Fone: 11.5056-9800
Cristina R. Durán: cristina.duran@conteudonet.com
Karinna Cerullo: cacau.cerullo@conteudonet.com
Amanda Viana: amanda.viana@conteudonet.com
Roberta Montanari: roberta.montanari@conteudonet.com
No Itaú Cultural:
Larissa Correa
Fone: 11.2168-1950
larissa.correa@ terceiros.itaucultural.org.br
Carina Bordalo (programa Rumos)
Fone: 11.2168-1906
carina.bordalo@terceiros.itaucultural.org.br
http://www.conteudocomunicacao.com.br
http://www.twitter.com/agenciaconteudo
http://www.facebook.com/agenciaconteudo

libras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s