Vida e obra de Inezita Barroso é tema do próximo ‘Navegando pela Enciclopédia’

Por meio de verbetes da Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras, o violeiro e curador da Ocupação Inezita Barroso, Paulo Freire, e os jornalistas e pesquisadores Aloisio Milani e Alexandre Pavan falam ao público sobre a artista; a programação acontece em sinergia com a Ocupação que homenageia uma das maiores expressões artísticas da música caipira no Brasil

 

inezita-barroso-viola-minha-viola

Em sinergia com a Ocupação Inezita Barroso, no dia 11 de outubro (quarta-feira), às 20h, é realizado o encontro Navegando pela Enciclopédia: Inezita Barroso, com a presença do violeiro e compositor Paulo Freire – que também é um dos curadores da Ocupação, ao lado da equipe do Itaú Cultural formada pelos núcleos de Música e de Enciclopédia – e dos jornalistas e pesquisadores Alexandre Pavan e Aloisio Milani, idealizadores do projeto No Gravador de Inezita, contemplado pelo programa Rumos Itaú Cultural 2015-2016.

Por meio de verbetes da enciclopédia, os três falam em uma roda de conversa com público sobre a obra de Inezita Barroso, que foi cantora, instrumentista, pesquisadora, folclorista, professora e atriz. A programação tem como objetivo fazer um mergulho no universo virtual da Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras (www.enciclopedia.itaucultural.org.br) para trazer à tona, em encontros presenciais, o trabalho de importantes nomes da cultura nacional.

Paulo Freire apresenta a importância histórica de Inezita, por meio de causos, histórias e ponteios, promovendo uma reflexão a partir da biografia da artista, sua discografia e sua relação com folcloristas e intelectuais. Ainda neste universo, o violeiro também toca viola caipira para o público. Alexandre Pavan faz um descritivo de Inezita Barroso como a cantora mais importante de São Paulo, ao lado de Isaurinha Garcia. A partir de jornais da época, faz uma análise de sua discografia, além de abordar a relação de Inezita com o samba, pelo repertório de Noel Rosa, sua conexão com o Rio de Janeiro, e da proximidade com o compositor Paulo Vanzolini, que foi sua conexão em São Paulo.

Um descritivo da música caipira na formação musical de Inezita e sua progressiva escolha pelo caipira é realizado por Aloisio Milani, que fala sobre os primeiros discos da artista e a quadrilogia Clássicos da Música Caipira 1 e 2, Joias da Música Sertaneja 1 e 2 e o repertório que se consagrou no programa Viola, Minha Viola, que Inezita apresentou por cerca de 30 anos. Milani ressalta, ainda, a parceria de Inezita Barroso com personagens importantes como o ator Paulo Autran, o músico José Prates, compositor, pianista e maestro Hervê Cordovil e cantor, copmpositor, violonista e violeiro Adauto Santos.

Sobre a Enciclopédia

Com cerca de 200 mil registros de artistas, instituições, grupos, exposições, espetáculos e obras, a Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras é uma referência virtual que reúne informações sobre a produção brasileira em artes visuais, arte e tecnologia, literatura, teatro, cinema, dança e música.

A criação da Enciclopédia Itaú Cultural remete à fundação do instituto, em 1987, cuja missão original era a constituição de um Banco de Dados Informatizado sobre arte brasileira. Inaugurado em 1989, esse acervo era acessado pelo público na sede do instituto.

A publicação da Enciclopédia na internet aconteceu em abril de 2001, com uma primeira versão dedicada exclusivamente às artes visuais. Em 2004, foi publicada a de teatro, em 2007 as de arte e tecnologia e literatura, e em 2014, as de cinema, dança e música. Em 2009, teve início o processo de criação de uma enciclopédia unificada, reunindo o conteúdo de todas e permitindo uma navegação com o entrecruzamento de dados. Em 2017, ano em que o Itaú Cultural completa 30 anos, ela ganhou novos desdobramentos, sendo lançada em formato mobile e com ferramentas de acessibilidade para pessoas com deficiência visual, cegas e surdas.

Acesse o verbete de Inezita Barroso, homenageada nesta edição do Navegando pela Enciclopédia: http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa202597/inezita-barroso

inezita-barroso-jovem

Navegando pela Enciclopédia: Inezita Barroso

Dia 11 de outubro (quarta-feira), às 20h

Duração: 90 minutos

Classificação indicativa: Livre

Local: Sala Vermelha (piso 3)

Capacidade: 70 lugares

Interpretação em Libras

 

Entrada gratuita

Distribuição de ingressos:

Público preferencial: 2 horas antes do espetáculo (com direito a um acompanhante)

Público não preferencial: 1 hora antes do espetáculo (um ingresso por pessoa)

Estacionamento: Entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108

Se o visitante carimbar o tíquete na recepção do Itaú Cultural:

3 horas: R$ 7; 4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 10.

Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.

Itaú Cultural

Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô

Fones: 11. 2168-1776/1777

Acesso para pessoas com deficiência

Ar condicionado

www.itaucultural.org.br

www.twitter.com/itaucultural

www.facebook.com/itaucultural

www.youtube.com/itaucultural

www.flickr.com/itaucultural

libras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s