Primeiro volume da série ‘O lugar mais sombrio’, novo romance de Milton Hatoum retrata a formação sentimental, política e cultural de um grupo de jovens na Brasília dos anos 1960 e 1970

noite da espera

Nove anos após a publicação de Órfãos do Eldorado, Milton Hatoum retorna à forma da narrativa longa em uma série de três volumes na qual o drama familiar se entrelaça à história da ditadura militar para dar à luz um poderoso romance de formação.

LEIA TAMBÉM: Milton Hatoum fala sobre o processo de constituição do livro ‘Dois Irmãos’ e suas relações editoriais

Nos anos 1960, Martim, um jovem paulista, muda-se para Brasília com o pai após a separação traumática deste e sua mãe. Na cidade recém-inaugurada, trava amizade com um variado grupo de adolescentes do qual fazem parte filhos de altos e médios funcionários da burocracia estatal, bem como moradores das cidades-satélites, espaço relegado aos verdadeiros pioneiros da capital federal, migrantes desfavorecidos.

Às descobertas culturais e amorosas de Martim contrapõe-se a dor da separação da mãe, de quem passa longos períodos sem notícias. Na figura materna ausente concentra-se a face sombria de sua juventude, perpassada pela violência dos anos de chumbo.

LEIA TAMBÉM: Milton Hatoum: “Ainda considero a literatura como uma aventura da imaginação e do conhecimento”

Neste que é sem dúvida um dos melhores retratos literários de Brasília, Hatoum transita com a habilidade que lhe é própria entre as dimensões pessoal e social do drama e faz de uma ruptura familiar o reverso de um país cindido por um golpe.

MILTON HATOUM – Romancista, contista, professor e tradutor. Descendente de imigrantes libaneses, muda-se para Brasília em 1967 e lá permanece até 1970, quando vai viver em São Paulo. Diploma-se arquiteto pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU/USP) e, ainda nesta cidade, trabalha como jornalista e professor. Em 1980, na condição de bolsista, viaja para a Espanha e vive em Madri e Barcelona. Em seguida, já na França, estuda literatura comparada na Sorbonne.

Por quinze anos (de 1984 até 1999), leciona literatura francesa na Universidade Federal do Amazonas (UFAM).  Seu primeiro romance, Relato de um certo oriente, é publicado em 1986. Em 1996, como professor visitante, ministra aulas de literatura brasileira na Universidade da Califórnia (Berkeley), onde também foi escritor residente. Publica, em periódicos do Brasil e da Europa, artigos e ensaios acerca de autores brasileiros e latino-americanos. Ainda hoje segue contribuindo regularmente com diversos órgãos de imprensa, tais como O Estado de S. Paulo e Terra Magazine.

nj

Milton Hatoum

Livre Opinião – Ideias em Debate
jornal.livreopiniao@gmail.com

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no Livre Opinião – Ideias em Debate? É só seguir os perfis oficiais no TwitterInstagramFacebook e Youtube. A cultura debatida com livre opinião

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s