Mesa inédita sobre velhice e literatura é anunciada no Flipoços 2018

Escritora e psicóloga Maria Célia de Abreu falará sobre a velhice no ciclo “Literatura, Saúde e Bem-Estar”

maria_célia_crédito_divulgação

Maria Célia

Com o tema “A literatura & outros saberes”, o Festival Literário de Poços de Caldas, o Flipoços, anuncia alguns convidados da 13ª edição, que acontece entre os dias 28 de abril e 06 de maio de 2018 e abre o calendário anual de festivais literários no país. Entre as mesas inéditas que o festival terá, uma delas tratará sobre velhice, no ciclo “Literatura, Saúde e Bem-Estar”.

Já está confirmada a palestra de Maria Célia de Abreu, que falará sobre o livro “Velhice- uma nova paisagem”. A obra, da editora Ágora, tem prefácio do professor Mário Sérgio Cortella e trata das visões e ideias preconcebidas acerca dos idosos. A mediação será de Ivani Cardoso.

Conforme a escritora, estima-se que até 2050 os brasileiros com mais de 60 anos sejam 66,5 milhões de pessoas, ou seja, 30% da população, por isso, partindo de estudos teóricos sobre a psicologia do envelhecimento e de vivências colhidas em grupos de estudos, ela propõe que a vida passe a ser encarada como uma estrada que percorre diversas paisagens diferentes – nem melhores nem piores do que as outras.

A autora é paulista, formada em psicologia pela Universidade Católica de São Paulo (SP), onde também fez mestrado e doutorado na área  e desenvolveu projetos pioneiros como a criação do Laboratório de Psicologia Experimental e do Serviço de Apoio Pedagógico ao Professor Universitário (Sedape). Fundou e coordena até hoje o Ideac – cujo foco principal, desde 1992, é a psicologia do envelhecimento.

Outros ciclos e mesas confirmadas

Além deste ciclo, já está confirmada a palestra com a jornalista Daiana Garbin, o psiquiatra e professor Daniel Martins de Barros e a jornalista Lígia Guerra, que falarão sobre “O papel da literatura como aliada ao bem-estar e à saúde”.

Pautado pela diversidade de temas e pluralidade de convidados, em 2018 o festival terá mesas que vão discutir literatura e política, bem-estar, literatura indígena, literatura e jazz, literatura marginal e periférica, com a presença já confirmada do rapper Dexter para um show no Encontro de Hip-Hop e Arte da Periferia, literatura lusófona, além da novidade para 2018, que é a mesa “Literatura Noir”, a mesa de artes plásticas, entre outras, até então, inéditas no evento.  Também já estão confirmados os autores Walter Macedo, Lucão e Chiu Yi Chih.

O Flipoços destaca-se pelo compromisso com o incentivo à leitura, recebendo anualmente cerca de 50 mil pessoas no festival, que tem duração de nove dias. Em 2017, mais de 80 autores nacionais e internacionais passaram pelo festival, que recebeu a inédita comitiva de sete escritores moçambicanos e contou com 120 atrações diferentes.

O Flipoços

O Flipoços 2018 e a 13ª Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas são realizados pela GSC Eventos Especiais e acontece no Espaço Cultural da Urca, com atividades em outros espaços também. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.flipocos.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s