Grupo LaMínima homenageia o cirto e teatro no espetáculo ‘Pagliacci’

pagliacci_por_paulo_barbuto_com_elenco_01.jpg

Variando entre o drama e divertidos números de palhaçaria, o espetáculo Pagliacci celebra o circo e o teatro em uma tocante homenagem a estas artes. A peça, que fala fundo aos sentimentos e que comemora os 20 anos do Grupo LaMínima, fica em cartaz no Sesc Santo André de 12 a 28 de janeiro, às sextas, sábados e domingos.

Pagliacci é uma adaptação do entrecho básico da ópera “I Pagliacci”, de Ruggero Leoncavallo, e mistura o cômico com elementos líricos e melodramáticos. Com direção de Chico Pelúcio, texto e adaptação de Luís Alberto de Abreu e concepção de Domingos Montagner e Fernando Sampaio, o espetáculo reflete o caráter arquetípico do palhaço e como diz o ator e produtor cultural Rodrigo Sanches: “ele é uma figura que encarna toda uma visão de mundo, que brinca com a estabilidade e com a instituição da ordem, uma vez que, por meio da brincadeira e da risada, tende a desequilibrar as estruturas organizadas que o cercam”[1].

A peça tem Alexandre Roit, Carla Candiotto, Fernando Paz, Fernando Sampaio, Filipe Bregantim e Keila Bueno no elenco. Eles apresentam números de palhaçaria e outras habilidades circenses, mas também interpretações intensas e precisas. A sonoplastia, o cenário e os figurinos dão significados à encenação, além de comporem a atmosfera do espetáculo, uma dramaturgia inventiva e impactante.

O Grupo LaMínima também apresenta no Sesc Santo André o espetáculo para crianças “Reprise”, nos dias 14, 21 e 28 de janeiro, domingos, às 12h. A peça conta a história de dois palhaços que, ao chegarem ao local de sua apresentação, descobrem que foram contratados para o mesmo lugar, no mesmo horário e pela mesma pessoa. Depois de diversas tentativas de provar um ao outro sua prioridade no picadeiro, eles decidem realizar o trabalho juntos. Desta forma percebem, durante o show, que seus talentos se multiplicam, além de ser uma boa oportunidade de renovar o repertório. Esta atividade é grátis para crianças até 12 anos mediante retirada de ingresso na Bilheteria da Rede Sesc SP.

Os ingressos já estão disponíveis para compra em qualquer bilheteria da Rede Sesc SP e pelo Portal sescsp.org.br.

Pagliacci

Um velho bufão começa narrando ao público como Cânio, o chefe de uma tradicional trupe de palhaços, ambicionava tornar-se reconhecido e respeitado como artista de “bom gosto” e produtor de espetáculos “de nível”. Para isso, ele resolve abandonar os tradicionais números circenses de palhaçaria e concebe um espetáculo cujos números cômicos refinados não seriam mais do que a preparação para um requintado melodrama, uma peça que “expusesse no palco as grandes emoções humanas”. E, além disso, trouxesse o sucesso popular e o reconhecimento da crítica. Para isso, lança mão dos préstimos do velho Peppe, o bufão da companhia, que começa escrever o dramalhão, não sem a interferência autoritária de Cânio que quer ditar os rumos do texto encomendado. O bufão, então, resolve escrever uma peça a imagem e semelhança da companhia, expondo sua história, seus dramas, ciúmes, traição conjugal e vilanias. Durante a estreia do espetáculo fica evidente o fracasso da encenação do melodrama junto ao público, bem como a percepção de Cânio de que ele está representando no palco a sua própria história. O chefe dos palhaços e da companhia se revela o palhaço de seu próprio melodrama.

Grupo LaMínima

Em 1997 surge o grupo LaMínima, fundado pelos atores, palhaços e artistas circenses Domingos Montagner e Fernando Sampaio. Sua primeira peça foi o espetáculo “LaMínima Cia de Ballet”, calcado no humor físico e nas clássicas paródias acrobáticas. A partir daí, o circo e a arte do palhaço de picadeiro, passaram a conduzir definitivamente o trabalho da dupla. Durante os 15 anos desta jornada, trabalharam com importantes diretores, mestres da arte do palhaço e do humor e em 2008 ambos foram contemplados com Prêmio Shell de Teatro SP de melhor ator por “A Noite Dos Palhaços Mudos”, fato inédito na história do prêmio. O LaMínima é também fundador do Circo Zanni, coletivo que busca revitalizar a importância dos circos de pequeno e médio porte na vida cultural das cidades.

pagliacci_por_paulo_barbuto_com_Alexandre Roit_e_Fernando_Sampaio_02

PAGLIACCI – COM GRUPO LAMÍNIMA

Quando: 12 a 28/1

Sextas, às 21h | Sábados, às 20h | Domingos, às 19h

Onde: Teatro

Ingresso: R$ 20,00 (inteira), R$ 10,00 (aposentado, pessoa com 60 anos ou mais, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante), R$ 6,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc  e dependentes). Não recomendado para menores de 14 anos.

pagliacci_por_paulo_barbuto_com_Alexandre Roit_01

 

REPRISE – COM GRUPO LAMÍNIMA

Quando: 14 a 28/1. Domingos, às 12h

Onde: Teatro

Ingresso: R$ 17,00 (inteira), R$ 8,50 (aposentado, pessoa com 60 anos ou mais, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante), R$ 5,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc  e dependentes). Livre. Grátis para crianças até 12 anos mediante retirada de ingresso na Bilheteria.

SESC SANTO ANDRÉ
Rua Tamarutaca, 302 – Vila Guiomar – Santo André
Telefone – (11) 4469-1311
Estacionamento (vagas limitadas): Credencial Plena – R$ 5 (R$ 1,50 por hora adicional) |
Outros – R$ 10 (R$ 2,50 por hora adicional).
Informações sobre outras programações:
sescsp.org.br/santoandre | facebook.com/SESCSantoAndre

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s