Marianna Perna divulga nova música-poema: ‘Um Abismo entre os Dois Olhos’; assista ao vídeo

Cicatriz na pele de atriz
Faz-se atroz em um grito tão feroz a minha garganta.
E árido.
Sem ninguém.
Caminhar aleijada
E livrar-se da eternidade cavada para além
Pro fundo de um labirinto fatídico
Apavorante
Que se esconde nessas fachadas, nessas medalhas.

image1

A Cerimônia de Todas as Vozes é o título do livro-disco inédito e autoral da poeta Marianna Perna, do qual a faixa “Um abismo entre os dois olhos”.  O single antecipa em alguns meses o lançamento completo do projeto híbrido, previsto para fevereiro de 2018.

“Um abismo entre os dois olhos” conta com a criação e participação dos músicos Felipe Antunes (Vitrola Sintética) no piano e Carlos Gadelha na guitarra e apresenta parte da linguagem musical trabalhada ao longo do álbum – em termos de instrumentos, camadas de emissões vocais e densidade poética.

Dirigido por Gabriela Dworecki e Nayana Fernandez, o videoclipe do poema traduz sua sonoridade em imagens variadas, gravadas em alguns locais diferentes, como estradas desertas e espaços da Casa do Sol – local onde a escritora Hilda Hilst residiu por décadas e atualmente sede do Instituto Hilda Hilst, em Campinas.



“É uma singela homenagem à escritora”, explica Marianna sobre o motivo de ter escolhido a Casa do Sol como o cenário central. “Lá pude me conectar de maneira especial com a memória, a história e obra de Hilda, uma das vozes enaltecidas na minha criação pessoal. O vídeo induz os espectadores-ouvintes a embarcar na jornada poético-espacial desta narradora, que parte em busca de si mesma, decidida, ainda que não saiba bem aonde isto a conduzirá”, comenta a poeta.


“Um abismo entre os dois olhos” já é o segundo single lançado que integra A Cerimônia de Todas as Vozes. Em Novembro passado, a poeta divulgou “Abertura”. A composição evoca as vozes das mulheres escritoras que continuam a guiar os passos de Marianna, iniciando seu diálogo com a ancestralidade feminina por meio da poesia, que é também a temática principal da obra.

A Cerimônia de Todas as Vozes é fruto de intensas pesquisas da palavra poética em seus diversos estados e possibilidades – da poesia escrita à oral, sonora, em diálogo com a música e com os ruídos, além das diversas camadas que a voz pode conter, capazes de disparar no ouvinte um estado poético e reflexivo.

Para esta empreitada, Marianna contou com a importante colaboração de músicos amigos e artistas que acompanha e admira, numa espécie de laboratório coletivo sob sua condução ao longo de 2017. Os convidados para o time foram Felipe Antunes (Vitrola Sintética), Hélio Flanders (Vanguart), Carlos Gadelha, João Leão e César Ricardo, e o livro conta ainda com sensível prefácio do músico Tatá Aeroplano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s