Mostra Poéticas da Resistência acontece no Centro Compartilhado de Criação

Mostra que acontece ao longo de 2018 tem início com Hamlet-Ex-Máquina, do 42 Coletivo Teatral. Anaïs Nin – à flor da pele, com Flavia Couto e A Plenos Pulmões, com Georgette Fadel e Luciano Chirolli dão continuidade a programação

 HamletExMaquina_JenniferGlass1 (1)

Montagem singular do texto de Heiner Müller, com inserções do original Hamlet, de Shakespeare, Hamlet-Ex-Máquina, do 42 Coletivo Teatral, abre dia 10 de março, sábado, às 20 horas, a MOSTRA POÉTICAS DA RESISTÊNCIA do Centro Compartilhado de Criação. Com encenação de Érika Bodstein, a peça é uma performance experimental falada em português, alemão, inglês e espanhol.

Hamlet-Ex-Máquina se passa em um bunker, um lugar de resistência para o teatro, que sobrevive apesar de tudo. Lá, a montagem e os atores sobreviveram às grandes catástrofes que percorrem as histórias de Shakespeare e Müller e do próprio grupo. Dois músicos ao vivo em cena completam o espetáculo.

A peça é sobre a capacidade humana de se transformar diante de nossas (pequenas ou grandes) tragédias diárias. Hamlet deve vingar o pai e lutar por justiça. Esse jovem, criado por William Shakespeare, e relido por Heiner Müller, e pelo 42 Coletivo Teatral, usa a arte para lutar contra a corrupção, contra “algo de podre” que existe no “reino da Dinamarca”. A peça apresenta um novo Hamlet, que está para além da máquina, não é mais um número na engrenagem do sistema, ao contrário, promove reflexões sobre a condição do homem no mundo globalizado.

Sucesso de público e crítica, Hamlet-Ex-Máquina estreou e cumpriu duas temporadas no primeiro semestre de 2017. O espetáculo teve pré-indicações nas categorias de Melhor Cenário, Melhor Trilha Sonora e Melhor Elenco, no Prêmio Aplauso Brasil 2017.

 

Poéticas da Resistência

A Mostra, que ocupa o Centro Compartilhado de Criação durante todo o ano de 2018, ainda não está com a programação toda fechada. O espetáculo Anaïs Nin à flor da pele, baseado nos diários íntimos de Anaïs Nin entre os anos de 1931 e 1937, tem atuação de Flavia Couto com direção de Aline Borsari, atriz do Théâtre du Soleil e será apresentado a partir de 13 de abril. Já A Plenos Pulmões, com Luciano Chirolli e Georgette Fadel e direção de Marcia Abujamra, que traz à tona a vida e a obra do poeta russo Vladimir Maiakovski, sobe ao palco a partir de maio.

 HamletExMaquina_JenniferGlass2 (1)

HAMLET-EX-MÁQUINA – Reestreia dia 10 de março, sábado, às 20 horas, no Centro Compartilhado de Criação. Adaptação e Encenação – Érika Bodstein. Elenco – Valéria Marchi, Augusto Ruy Machado, Dante Passarelli, Flávia Couto e Martin Müller. Composições originais, arranjos e regência – Adriano Salhab. Músicos ao vivo – Adriano Salhab e Wilson Feitosa Jr. Cenário – Celso Rorato e Fernando Passetti. Figurino – Paula Baraldi. Fotos – Jennifer Glass. Temporada – Dias 10 e 11 de março, sábado às 20 horas e domingo às 18 horas; dias 15 e 16 de março, quinta e sexta-feira, às 20 horas e de 23 de março a 1º de abril, sexta-feira e sábado às 20 horas e domingo às 18 horas. Duração – 60 minutos. Indicado para maiores de 16 anos. Ingressos – R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia entrada).

CENTRO COMPARTILHADO DE CRIAÇÃO – Rua Brigadeiro Galvão,1010 – Barra Funda. Telefone – (11) 3392-7485. Capacidade – 90 lugares. www.centrocompartilhadodecriacao.com.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s