Na programação de cênicas em ‘Todos os Gêneros: Mostra de Arte e Diversidade’ tem peças, musicais, dança e performances

Tendo a soropositividade como fio condutor, a quinta edição desta mostra traz intensa programação cênica em diversas linguagens e formas de expressão: a performance Cura, o espetáculo de dança Sangue, os musicais Lembro Todo Dia de Você e L, O Musical, além das peças Desmesura e O Bebê de Tarlatana Rosa

30167723_10156681307709369_4226752866439317488_o

A programação de artes cênicas para a quinta edição de Todos os Gêneros: Mostra de Arte e Diversidade no Itaú Cultural, começa no dia 10 de maio (quinta-feira), às 20h, com Cura. A performance da artista visual, educadora e palestrante Micaela Cyrino foi concebida pela necessidade da artista em expor a situação de corpos negros femininos e a epidemia de aids, durante sua residência artística no Centro de Arte Contemporânea da Cidade de Quito, na capital do Equador. Nascida com hiv/aids e engajada desde a adolescência na defesa dos direitos das pessoas que vivem com o vírus, Micaela faz, em cena, uma reflexão sobre a sociedade, doente de preconceitos e estigmas diante de um corpo negro, feminino e soropositivo.

Nos dois dias seguintes, 11 e 12, (sexta-feira e sábado), às 20h, o teatro musical ganha espaço na programação com Lembro Todo Dia de Você, do Núcleo Experimental. O texto, letras e direção musical são de Fernanda Maia e a direção geral de Zé Henrique de Paula. A trama conta a saga de um jovem que se descobre soropositivo aos 20 anos e tenta entrar em contato com o seu ex-namorado, que contraiu hiv por meio da relação sexual com ele. Começa aí um longo processo para aprender a conviver com o vírus, em uma jornada de autoconhecimento a partir de questões como o abandono paterno, a descoberta da sexualidade, relacionamentos, amizades e o estigma enfrentado diariamente por pessoas com hiv. Para fazer um retrato realista e contemporâneo, a trilha sonora é pop e com releituras de gêneros como bolero, disco, jazz e música de jogos digitais.

Teatro

Duas peças inspiradas na vida e obra de personalidades do teatro e da literatura fazem parte desta programação. Desmesura, que o coletivo Teatro Kunyn apresenta no dia 13 (domingo), às 19h, tem como fio condutor a vida do célebre dramaturgo, caricaturista e romancista argentino Raul Taborda Damonte (1939-1987), o Copi, que morreu em decorrência da aids. Terceira produção do grupo, criado em 2009 para tratar da questão de gênero no teatro, o espetáculo aborda os temas da soropositividade e da transexualidade, em uma trama na qual Copi está morrendo e seus delírios o levam a confrontar o tempo em que viveu com o atual.

Na quarta-feira, dia 16, às 20h, o grupo Rainha Kong apresenta O Bebê de Tarlatana Rosa, criação coletiva feita a partir de conto homônimo de João do Rio (1881- 1921), jornalista, sagaz cronista da vida carioca no início do século XX, tradutor e teatrólogo brasileiro, membro da Academia Brasileira de Letras. Realizada em um espaço cênico composto por uma caixa d’água cheia, ao redor da qual o público se instala, a peça traz narrativas da obra original do dramaturgo para levantar a discussão sobre questões de gênero e sexualidade.

A dança pauta a apresentação do dia 17 (quinta-feira), às 20h, com o espetáculo Sangue, do performer e produtor Flip Couto. Criado em 2009, quando o artista descobriu que teria de viver com o vírus hiv, o espetáculo faz uma analogia direta à circulação das vivências familiares conscientes e inconscientes. Ela é desenhada em um auto-depoimento do artista, que discute a construção de um corpo negro, homoafetivo e positivo. Sangue rompe a barreira entre o espectador e o performer, colocando o público como parte da ação, propondo uma reflexão sobre as complexidades, fragilidades e preconceitos que avassalam a população negra vivendo com hiv.

19942880_1853605568291864_2992890466945983025_o

L, o musical

Musical

Com temporadas de sucesso em Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, L, O Musical, produção dirigida por Sérgio Maggio, integra a programação de Todos os Gêneros nos dias 19 e 20 (sábado e domingo), celebrando o amor com canções femininas que embalam o romance entre mulheres.

O elenco é formado pelas atrizes Elisa Lucinda, Luísa Caetano, Gabriela Correa, Tainá Baldez e Luiza Guimarães, interpretando uma trama voltada para o primeiro folhetim a ter sucesso com a trama que envolve um triângulo amoroso formado por mulheres e assinado por uma autora de novelas. Ao dividir seu entusiasmo com as amigas, ela se lembra daquela que foi o grande amor de sua vida e, a partir de então, notícias inesperadas mudam o destino de todas.

Com direção musical de Luís Filipe de Lima, L, O Musical tem uma banda em cena, que interpreta ao vivo canções femininas da MPB. O repertório é composto por músicas consagradas na voz de Simone, Adriana Calcanhotto, Márcia Castro, Cássia Eller, Mart’nália, Isabella Taviani, Maria Gadú, Leci Brandão, Sandra de Sá, Ellen Oléria, Angela Ro Ro, Marina Lima e Maria Bethânia. Há uma razão para essas escolhas: de acordo com pesquisas feitas pela produção do musical em grupos virtuais de mulheres lésbicas, elas são algumas das cantoras que exercem fascínio nessas comunidades.

O musical, no entanto, vai além das questões sobre a homoafetividade e coloca em cena um elenco majoritariamente formado por atrizes negras como personagens vitais para a trama. Assim, leva ao palco um discurso político subliminar sobre racismo estrutural.

No dia 20, às 15h, antes da apresentação deste musical, que encerra a mostra Todos os Gêneros, o diretor Sérgio Maggio e o elenco participam do Encontro com o Espectador, ação realizada todo último domingo do mês no instituto em parceria com o site Teatrojornal e nesta programação conta com esta edição especial. Com medição do crítico Kil Abreu, a atividade acontece com um bate-papo aberto do grupo com o público sobre as questões levantadas no palco.

Todos os Gêneros

De quinta-feira, dia 10, a domingo, dia 20 de maio, o Itaú Cultural abre mais uma vez os seus espaços voltados ao público e a programação às questões de identidade de gênero, sexualidade, corpo e afetividade, na quinta edição de Todos os Gêneros: Mostra de Arte e Diversidade. Com curadoria do Núcleo de Artes Cênicas do Itaú Cultural, em parceria com os Núcleos de Audiovisual e Literatura, de Música e de Comunicação, o instituto recebe convidados para apresentar durante 11 dias seguidos a produção artística que surge a partir do tema.

desmesura_-_divulgacao

Todos os Gêneros: Mostra de Arte e Diversidade

Programação de cênicas

 

Dia 10 (quinta-feira), 20h

Cura

Com Micaela Cyrino

Duração: 20 minutos

Classificação Indicativa: 16 anos

Saguão de entrada e Sala Itaú Cultural (224 lugares)

Interpretação em Libras

Dias 11 e 12 (sexta-feira e sábado), 20h

Lembro Todo Dia de Você

Com Núcleo Experimental

Duração: 120 minutos

Classificação Indicativa: 16 anos

Sala Itaú Cultural (224 lugares)

Interpretação em Libras

Dia 13 (domingo), 19h

Desmesura

Com Coletivo Teatro Kunyn 

Duração: 60 minutos

Classificação Indicativa: 18 anos

Sala Itaú Cultural (224 lugares)

Interpretação em Libras

Dia 16 (quarta-feira), 20h

O Bebê De Tarlatana Rosa

Com GrupoRainha Kong

Duração: 50 minutos

Classificação Indicativa: 16 Anos

Sala Multiúso (60 lugares)

Interpretação em Libras

Dia 17 (quinta-feira), 19h

Sangue

Com Flip Couto

Duração: 30 minutos

Classificação Indicativa: 18 anos

Sala Multiúso (100 lugares)

Interpretação em Libras

Dias 19 (sábado, às 20h) e 20 (domingo, às 19h)

L, O Musical

Direção de Sérgio Maggio

Duração: 110 minutos

Classificação indicativa: 16 anos

Sala Itaú Cultural (224 lugares)

Interpretação em Libras

Dia 19 (sábado), 23h

Cabaré Todos os Gêneros

No Teatro de Contêiner Mungunzá

Rua dos Gusmões, 43

Classificação indicativa: 18 anos

Dia 20 (domingo), 15h

Encontro com o espectador – Edição Todos os Gêneros

Teatrojornal e L, O Musical

Duração: 120 minutos

Classificação Indicativa: 14 anos

Sala Vermelha (70 lugares)

Interpretação em Libras

 

Itaú Cultural

Entrada gratuita

Distribuição de ingressos:

Público preferencial: 2 horas antes do espetáculo (com direito a um acompanhante)

Público não preferencial: 1 hora antes do espetáculo (um ingresso por pessoa)

Estacionamento: Entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108

Se o visitante carimbar o tíquete na recepção do Itaú Cultural:

3 horas: R$ 7; 4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 10.

Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.

Assessoria de Imprensa:

Conteúdo Comunicação

Fone: 11.5056-9800

Cristina R. Durán: cristina.duran@conteudonet.com

Karinna Cerullo: cacau.cerullo@conteudonet.com

Mariana Zoboli: mariana.zoboli@conteudonet.com

Roberta Montanari: roberta.montanari@conteudonet.com

No Itaú Cultural:

Larissa Corrêa

Fone: 11.2168-1950

larissa.correa@terceiros.itaucultural.org.br

Carina Bordalo (programa Rumos)

Fone: 11.2168-1906

carina.bordalo@terceiros.itaucultural.org.br

www.conteudocomunicacao.com.br

www.twitter.com/agenciaconteudo

www.facebook.com/agenciaconteudo

libras

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s