Companhia Antropofágica apresenta Terror e Miséria no Novo Mundo na sede do União e Olho Vivo

União e Olho Vivo recebe a Companhia Antropofágica no dia 17 de junho. Outros quatro grupos participam da Ocupação com obras que dialogam com a temática do novo espetáculo do TUOV: a Trupe Lona Preta, Companhia Estudo de Cena, Dolores Boca Aberta e Companhia do Latão

Cia Antropofágica - Foto Rafael Mafra

 

Em seu novo projeto – TUOV 52 – Bom Retiro Meu Amor Ópera Samba, contemplado na 31ª Edição do Programa Municipal de Fomento ao Teatro para Cidade de São Paulo, o Teatro Popular União e Olho Vivo – também conhecido como TUOV – abre as portas de sua sede, localizada no Bairro Bom Retiro, para uma grande Ocupação Artística.

Na busca por fomentar a ocupação teatral, a cada mês, um grupo diferente apresentará obras que dialogam com a temática do novo espetáculo do TUOV, atualmente em processo de criação e com estreia prevista para o segundo semestre de 2018.

O primeiro grupo a se apresentar foi a Trupe Lona Preta, em maio. Agora é a vez da Companhia Antropofágica de Teatro apresentar o espetáculo “Entre a Coroa e o Vampiro – Terror e Miséria no Novo Mundo – Parte II: O Império”, no dia 17 de junho, às 19h00.

O espetáculo faz parte de uma trilogia criada pela Antropofágica inspirada no livro Pau-Brasil de Oswald de Andrade, que passa pela história nacional devorando, modificando e ressignificando fatos e documentos históricos dos períodos Colônia, Império e República. Uma profusão de quadros, acontecimentos, personagens reais e ficcionais que se misturam para contar episódios relevantes da história do Brasil. A obra procura não apenas refletir sobre o passado, mas também constrói uma reflexão crítica quanto aos seus desdobramentos no contemporâneo.

A programação segue com a Companhia Estudo de Cena, apresentando Guerras DesconhecidasDolores Boca Aberta Mecatrônica de Artes, com Narrativas da Cozinha e a Companhia do Latão, apresentando “O Pão e a Pedra”.

Com o projeto TUOV 52, o grupo se prepara para realizar uma série de ações, entre elas a estreia de um novo espetáculo chamado “Bom Retiro Meu Amor Ópera Samba”, feito em homenagem ao bairro que o acolhe desde 1982, o Bairro Bom Retiro, seguindo com a trajetória de resistência e luta por um teatro pensado e destinado à população residente não apenas nas periferias, mas em toda a cidade.

Sobre o TUOV – Teatro Popular União e Olho Vivo

Segundo Augusto Boal, o TUOV é um dos mais importantes coletivos de teatro popular das Américas e do mundo. São 52 anos, trocando experiências com as comunidades populares e grupos de teatro para dar seguimento a um processo que representa parte da história do teatro realizado na cidade de São Paulo.

O TUOV – Teatro Popular União e Olho Vivo surgiu em 27 de fevereiro de 1966 e, no auge de seus 52 anos de resistência, possui em sua formação membros presentes desde a fundação como Neriney Moreira e Idibal Pivetta (nome verdadeiro do diretor da companhia, César Vieira). Além de diretor do grupo, Idibal é advogado e exerceu intensa militância no período da ditadura, engajando-se pela liberdade de perseguidos políticos e pela memória dos desaparecidos do regime militar. Esta importante luta confunde-se com a própria existência e trajetória do TUOV.

Nessas mais de cinco décadas, o grupo desenvolveu um trabalho reconhecido nacional e internacionalmente. Fez parte de sua história apresentando-se gratuitamente em bairros populares da grande São Paulo, em ruas, praças, escolas, igrejas, casas paroquiais, clubes esportivos de várzea, e na própria sede. Já sua carreira internacional vai desde os esforços pela interligação latino-americana de grupos teatrais até a repercussão das montagens e dos roteiros em países como França, Itália, Polônia, Portugal, Peru, Bolívia, Egito, Panamá, Nicarágua e Angola.

O TUOV percorreu, em temporadas, mais de 20 países na América, Europa e África e recebeu os mais importantes prêmios teatrais, tais como: Ollantay (Caracas, Venezuela), Casa das Américas (Havana, Cuba), Festival Mundial de Teatro (Cairo, Egito), Festival Internacional de Teatro (Nanci, França); OAB do Brasil; Shell do Brasil e dezenas de outros.

Um grupo que já foi visto por mais de 4 milhões de pessoas ao redor do mundo e que agora abre as portas da sua sede mais uma vez para receber o público, ampliar e fortalecer as ações de sua sede.

Ocupação Teatral na Sede do TUOV recebe a Companhia Antropofágica de Teatro

Espetáculo: Entre a Coroa e o Vampiro – Terror e Miséria no Novo Mundo – Parte II: O Império

Quando: 17 de junho de 2018 – Horário: 19h00

SinopseSegunda parte de uma Trylogia sobre o Brasil, o espetáculo retrata o Império Brasileiro, por intermédio de paródias e a partir dos dados historiográficos de todo o processo e suas implicações sociais. Cenas filmadas e projetadas junto aos atores no palco, a montagem enfatiza a linguagem audiovisual. Também a ficção científica vem como inspiração para contar parte da dominação do Brasil, a partir de monstros e seres hiperbólicos. O grupo se debruçou sobre as inúmeras guerras desconhecidas no Brasil e trouxe à cena o programa televisivo sensacionalista, as charlatanices religiosas, o clamor por greve e deu continuidade à construção de monólogos como princípio para criação de uma dramaturgia própria.

Ficha Técnica

​Direção e Roteiro: Thiago Reis Vasconcelos

Dramaturgia: Companhia Antropofágica

Elenco: Alessandra Queiroz | Alex Rabello | Andrews Sanches | Clayton Lima | Daniel Solnik | Daniela Leite | Danilo Santos | Deborah Hathner| Fabi Ribeiro | Flávia Ulhôa | Haroldo Stein | Karitas Kkau Gusmão | Martha Guijarro | Mauro Britto | Rafael Frederico | Rafael Graciola | Renata Adrianna | Renê Costanny | Ruth Melchior | Suelen Moreira | Thiago Calixto

Participaram do Elenco: Amanda Freire | Gilberto Alves | Litta Mogoff | Valter Paulini

Direção Musical: Lucas Vasconcelos

Músicos: Bruno Miotto | Bruno Mota | Danilo Agostinho | Lucas Vasconcelos

Cenografia: Luis Fernando Oliveira | Thiago Reis Vasconcelos

Figurino: Leide de Castro

Iluminação: Renata Adrianna

Criação Audiovisual: Diogo Noventa | Thiago Reis Vasconcelos

Preparação Vocal: Gabriela Vasconcelos

Produção: Maria Tereza Urias

Operação de Luz: Renata Adrianna | Rafael Frederico

Operação de Vídeo: Daniel Arantes | Daniela Leite | Deborah Hathner | Gabriela Jennifer

Design Gráfico: Gilberto Alves| Rafael Frederico

Registro Fotográfico e Audiovisual: Alan Siqueira | Clayton Lima | Rafael Mafra

Informações: teatropopularuniaoeolhovivo@gmail.com / www.facebook.com/tuovivo

Onde: Teatro Popular União e Olho Vivo, Rua Newton Prado, 766, Bom Retiro – São Paulo-SP – Tel: 011 3331-1001.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s