Brechas Urbanas de setembro trata do papel transformador da arte nas relações entre os centros e as periferias

Na edição deste mês, o debate mensal promovido pelo Itaú Cultural terá como convidados a jornalista Monique Evelle e o consultor da UNICEF e fundador da Fundação Casa Grande-Memorial do Homem Kariri Alemberg Quindins

brechas-urbanas_março-2016_site-768x460

O Brechas Urbanas de setembro acontece no dia 26 (quarta-feira), às 20h, no Itaú Cultural. Mediado pela jornalista Natalia Garcia, os dois convidados desta edição são a jornalista e empreendedora Monique Evelle, que fez uma viagem pela periferia de cinco cidades brasileiras pesquisando as diferentes maneiras de construção da política local, e o professor Alemberg Quindins, consultor da UNICEF, professor no curso de especialização em Gestão Cultural do Itaú Cultural e fundador da Fundação Casa Grande-Memorial do Homem Kariri – organização não governamental, que tem como missão educar crianças e jovens através da gestão cultural e do protagonismo juvenil, em Nova Olinda, no Ceará, onde está localizada. Eles falam sobre o papel transformador da arte nas cidades, tendo em vista as relações entre os centros e as periferias.

A conversa deste mês no instituto aborda o debate sobre o que são as periferias no mundo contemporâneo e a igual capacidade que elas têm de criação de alternativas de arte e pensamento crítico. “Esta questão se torna muito mais potente quando se fala sobre territórios esquecidos por políticas públicas ou que estão realmente desfavorecidos de manutenção e abastecimento”, observa Ana de Fátima Sousa, gerente do Núcleo de Comunicação do instituto, que organiza o Brechas.

Os convidados falarão, portanto, sobre as possibilidades de criação de uma relação entre estes dois espaços urbanos, deslocando esta condensação das regiões centrais para os núcleos periféricos, com um efeito multiplicador, criando novas formas de desenvolvimento para a cidade e seus habitantes.

“Vejo esses lugares (as regiões periféricas) como vales do silêncio, não porque estão em silêncio, mas por terem sido silenciados”, observa Monique, que acaba de visitar Recife, Brasília, Salvador, São Paulo e Rio de janeiro justamente para pesquisar as inovações políticas nas periferias destas cinco cidades brasileiras. Este trabalho resultou em uma série chamada Política: Modo de Fazer, veiculada pela GloboNews.

 

A jornalista, que já foi finalista do Troféu Mulher Imprensa 2018 com uma reportagem sobre feminicídio, entende as periferias como um laboratório de ausência de direitos constitucionais. A Constituição prevê o direito à cultura e à arte como uma forma de garantir o direito à vida, mas os habitantes destas regiões não têm acesso a estes direitos, vivendo isolados e entre altos índices de violência.

Essas relações entre o miolo e a margem também podem ser entendidas a partir da realidade vivida nas diferentes regiões do Brasil. Para contribuir nessa questão, Alemberg Quindins, traz uma visão ampla sobre o impacto que o investimento na cultura pode gerar no interior do país. Para ele, o miolo do Brasil é como uma imensa periferia da casca, que são os grandes centros urbanos, tornando o interior brasileiro periférico no sentido da invisibilidade. “As pessoas não têm acesso ao que têm os habitantes nas grandes cidades”, pontua ele. Como saída deste cenário, o professor enfatiza a importância da cultura e da economia criativa como meio de distribuição de renda.

 Monique_DuduAssunção-4

Brechas Urbanas

O Brechas Urbanas foi criado a partir da aposta do Itaú Cultural de que é cada vez mais urgente repensar a vida nas cidades, tendo a arte como elemento transformador potente nesta reflexão.

“Essa pesquisa proporcionada pelos encontros nos move a propor inovações no mundo contemporâneo”, acredita Ana de Fátima Sousa, gerente do Núcleo de Comunicação do Itaú Cultural, que também assina a curadoria da programação.

Para Natália Garcia, do Cidades para Pessoas, que interpreta e experimenta ideias para cidades mais humanas, a ideia é fazer dos encontros um espaço para debater o que está por ser inventado e por ser criado dentro das ações na cidade. “Por isso convidamos artistas que estão envolvidos com essas criações e com essas ações na prática, fora da academia”, explica.

Brechas Urbanas tem a proposta de reunir mensalmente representantes de diversas áreas da arte e da cultura para fazer uma reflexão atual e propositiva sobre a vida na cidade. Além da transmissão ao vivo do programa, também com interpretação em Libras, o Itaú Cultural disponibiliza todos os eventos do gênero já realizados no endereço: http://www.itaucultural.org.br/secoes/videos.

Monique Evelle

Reconhecida pela Forbes como uma das 30 under 30, lista que seleciona empreendedores e criadores abaixo dos 30 anos, que revolucionam os negócios. Ela é idealizadora de diferentes negócios da comunicação, educação e empreendedorismo sustentável, como Desabafo Social, Radar.vc e a Evelle Consultoria de Comunicação.

Com 23 anos, ela é sócia da Sharp e da Conta Black, foi repórter do Profissão Repórter, da Rede Globo, finalista do Troféu Mulher Imprensa 2018 com uma reportagem sobre feminicídio, na categoria Melhor Reportagem Especial sobre Mulheres, e já desenvolveu estratégias e produção audiovisual em entretenimento e impacto social no Bossa Nova Group. Ainda, Monique presta consultoria de marketing e inovação com soluções em educação e pesquisas, assinando a curadoria dos maiores festivais de criatividade do Brasil, Festival Path e Menos30Fest, da Rede Globo.

Alemberg Quindins

Francisco Alemberg de Souza Lima é músico de formação popular, historiador autodidata, Fellow da Ashoka e Líder da Avina. Em 1992, restaurou a primeira casa grande da fazenda que deu origem ao Município de Nova Olinda (CE) e criou a Fundação Casa Grande-Memorial do Homem Kariri: uma organização não governamental que tem como missão educar crianças e jovens através da gestão cultural e do protagonismo juvenil.

Como consultor do UNICEF, criou nos assentamentos dos sem-terra, no Ceará e no Rio Grande do Norte, o projeto Vez da Voz com a implantação de irradiadoras para crianças e adolescentes, além de rádios escolas em várias cidades do Ceará. Na África, em Moçambique e Angola, criou a rede de jovens comunicadores da língua portuguesa. São mais de 30 programas de criança para criança, fortalecendo o protagonismo juvenil e o intercâmbio entre os países pares. Em 2007 foi consultor do Projeto Rumos do Itaú Cultural. Em 2017 foi Secretário de Cultura de Juazeiro do Norte, no Ceará. Atualmente é Consultor de Articulação Institucional do SESC Ceará e professor do curso de especialização em Gestão Cultural, do Itaú Cultural.

Natalia Garcia

Jornalista, ela utiliza a profissão como ferramenta para investigar cidades. É criadora da comunidade Cidades para Pessoas, representa a embaixada brasileira da rede global de Urban Maker Pakhuis, de Zwijger, é mediadora do Brechas Urbanas (Itaú Cultural), já expôs seu trabalho no Instituto Amani, TEDx, revista Superinteressante, Instituto Goethe, SP Urbanismo, Câmara Brasileira da Indústria da Construção, Fiat, entre outros. Em todos esses trabalhos, Natália se dedica a investigar, comunicar e implementar ações práticas que melhorem a vida no planeta.

Helio FilhoIMG_7687

Brechas Urbanas – A arte transformando cidades

Com Alemberg Quindins e Monique Evelle

Dia 26 de setembro, às 20h

Duração: 120 minutos

Classificação indicativa: Livre

Sala Multiúso

100 lugares

Entrada gratuita

Distribuição de ingressos:

Público preferencial: duas horas antes do evento | com direito a um acompanhante

Público não preferencial: uma hora antes do evento | um ingresso por pessoa

Interpretação em Libras

Itaú Cultural

Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô

Fones: 11. 2168-1777

Acesso para pessoas com deficiência física

Ar condicionado

Estacionamento: Entrada pela Rua Leôncio de Carvalho.

Se o visitante carimbar o tíquete na recepção do Itaú Cultural:

3 horas: R$ 7; 4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 12

Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.

www.itaucultural.org.br

www.twitter.com/itaucultural

www.facebook.com/itaucultural

www.youtube.com/itaucultural

www.flickr.com/itaucultural

 

Assessoria de Imprensa:

Conteúdo Comunicação

Fone: 11.5056-9800

Cristina R. Durán: cristina.duran@conteudonet.com

Mariana Zoboli: mariana.zoboli@conteudonet.com

Karinna Cerullo: cacau.cerullo@conteudonet.com

Roberta Montanari: roberta.montanari@conteudonet.com

No Itaú Cultural:

Larissa Correa:

larissa.correa@terceiros.itaucultural.org.br

Fone: 11.2168-1950

Carina Bordalo (programa Rumos):

carina.bordalo@terceiros.itaucultural.org.br

Fone: 11.2168-1906

www.conteudocomunicacao.com.br

www.twitter.com/agenciaconteudo

www.facebook.com/agenciaconteudo

libras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s