Três poemas inéditos de Rodrigo Brito

 

img-20170422-wa0010

 

meu gato está concentrado nas cores do portão

talvez esteja meditando sobre a poesia épica

ou então desejando escalar uma montanha

e trazer algum copo descartável para mim

sei apenas sobre o instante

que assim como os olhos dos animais

estacionam a vida em algum ponto

 

 

O sono é a antologia poética

o apanhado de cansaços

reunidos no desamparo da cama

sem a mediação de um prefácio

 

 

estardalhar da vida

é a conclusão da leitura

momento que se perde o mapa

e precisa encontrar novos rumos

 

Rodrigo Brito é poeta, professor de Psicologia na Faculdade do Pantanal e mestre em Estudos de Linguagem. Autor de Solstício ao Luar (2013) e VISÕES (2015). Twitter: @rodrigoffbrito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s