Três poemas de Marlon Pires Ramos

IMG_4360

 

Tipo Cristiane Sobral

Nesse mar branco noiz é cisne negro

Tipo Mano Brown

B… é o caralho!

 

A raiva bate forte tipo as linhas da Agnes Cardoso

Mas o ódio é foda de carregar

As linhas do Negro Coração me alimentam

Alimentam o amor aqui dentro

Eu tenho fome!

Eu tenho fome da minha história!

Me alimento nos ensinamentos da Katiúscia Ribeiro

Que essas linhas sejam produtos de beleza pra noiz

Referência e beleza tipo Uma Crespa

 

Referência e beleza? Também é as foto do AfroVulto

Que essas linhas sejam resistência e beleza tipo Rafa Barcellos

Que essas linhas sejam coragem e beleza tipo Morgan Lemes

 

Só queremos existir!

 

É difícil ter raiva e ao mesmo tempo medo

É difícil ter esperança e ao mesmo tempo manter o coração puro

 

Seguimos!

 

Na real tô Steve Biko

Escrevo o que eu quero!

 

 

Tentando dar meu melhor na minha pior fase

Sabe como é, menor

Feridas se curam com o tempo não com gase

 

AAAAAAAAAAAAAAAAA

 

Tô cansado dessa gente que fuma

Cheiro de cigarro nojento dessa gente que fuma

Fui assaltado no dia do meu aniversário e o cara fedia a cigarro

Chutado e jogado no chão fiquei todo sujo

Tô cheio de raiva e essa raiva cheira a cigarro

 

Os muleke de 12 anos querem dar uma de adulto tomando kit com cigarro na mão

Tem gente que eu amo mas odeio ver cigarro na sua mão

Essa raiva cheira cigarro

 

Nessas eleição vejo irmãos se perderem na esperança branca

Não tenho mais paciência pras ideia branca

Tô cansado dessa facção por isso que #elenão

 

Tô incomodado tipo quem usa calça jeans sem cueca

Procurando trampo como quem cata os stories do chush no insta

Estudando pro enem tipo quem faz playlist no spotfy

 

O que tem mais na CB?

Gente branca estranha ou os irmão pedindo moeda?

Sacola do zaffari ou cheiro de merda nas esquina?

 

A bolha estoura quando tá perto do fogo

Você dança sobre o vulcão?

 

Tipo Inácio da Catingueira a poesia me deu liberdade

Tipo Cruz e Sousa simbolismo tão afrente que ninguém entende

Tipo Jorge de Lima o erudito e o popular dançando na mesma linha

Esses Poemas Negros serão leitura obrigatória no vestibular

 

O bagulho vai estourar daqui a pouco vou estourar

Mas não vai ser aqui vai ser lá em cima

Tô mirando alto

Passarinho e poeta não gosta de gaiola

 

Tipo Mitti Mão Negra eu quero voar!

 

 

Acho que é o Mercúrio retrógrado

Sei lá

Tô emotivo parça

Sério memo

 

Tipo

Fui na Bienal do Mercosul e tal

Curti

Tá bem afude!

 

Meu olho encheu d’água várias vezes parça

Real

 

Tem uma obra lá no Santander Cultural

Numa parede branca

Umas figuras de gente preta feitas de papel pardo

Bah mano bateu uma emoção ali

Me vi naquelas figuras

Vi minha família ali

A ideia de ‘nossos passos vem de longe’ sabe?

 

E outra parte que me bateu afu

Foi no MARGS

 

Tem um espaço lá

Que tem uns textos e obras sobre a escravidão e tal

Bah mano não consegui segurar o choro

Real memo

Bateu aqui dentro sabe?

 

Até a segurança do lugar

que era preta também  viu minhas lágrimas

Ela me olhava tipo

‘Eu entendo’

 

Larguei de lá todo errado

Vários tetos

 

Mas foi afude!

Isso é a Arte saca?

Esse é o teto

 

Marlon Pires Ramos
poeta preto malundo
de nome Marlon Pires Ramos
as vezes Marlinho
outras Marlírico
mas sempre
neto da Dona Terezinha

 

Livre Opinião – Ideias em Debate
jornal.livreopiniao@gmail.com

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no Livre Opinião – Ideias em Debate? É só seguir os perfis oficiais no TwitterInstagramFacebook e Youtube. A cultura debatida com livre opinião

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s