Aline Bei: casa vazia

  o vento gelado não impediu que eles pulassem na piscina menos ela que ficou olhando, os braços cruzados como se dissesse admiro a coragem de vocês. pula, eles disseram, ela fez que não com a cabeça, depois com os dedos, tinha uma expressão divertida no rosto. toda vez que via alguém entrando na água…

Aline Bei: ego

  trombei com Jorge e Sandra, eles demoraram pra notar a minha presença pareciam íntimos, mas pelo menos não se beijaram   a minha ingenuidade de pensar que eu era a única   lenta facada nas costas ao perceber que não, sua burra, se por acaso o Jorge precisar de uma atriz ele vai contratar…

Aline Bei: Carta pra mãe

    não consigo mais te olhar porque sinto nos seus olhos a loucura. não encontro amor nos seus olhos encontro a sua infelicidade sedenta por me fazer infeliz também, a sua infelicidade tentando se controlar porque às vezes você tem um rompante de ser uma boa pessoa, em público principalmente. te escrevo essa carta…

Aline Bei: pequenos burgueses

  -entra no carro. -não. -agora, renata. -me solta. -o que ele te fez, hein? -nada. -fala. – ele disse apertando a bochecha da menina.   entraram no carro, ela estava chorando muito. o pai disse bota o cinto e antes de acelerar ficou olhando pra filha, perdido por completo.   em silêncio eles seguiram…

Aline Bei: por enquanto

  o casal está na cama, as pernas sobrepostas, no criado mudo dele tem um livro, no dela um copo   -alguma coisa mudou em mim. – ela diz. -o que? -não sei, estou com mais coragem. -mas aconteceu alguma coisa? -foi depois do que você disse sobre o vestido, que estava com saudade de…

Aline Bei: Zoo

  a pele do elefante chamou a atenção da clara, parecia o vô no dia da morte dentro do caixão só que mais úmida a pele dos elefantes, deu pra ver aguinha especialmente nas dobras, Le Suor, a menina apontou estava com mania de fingir que falava francês.   –é um circo? -é uma espécie…