Aline Bei: Saída

  a turma se acomodou no balcão, alguns ficaram de pé. eu não sabia nada sobre eles, se chegaram juntos ou há quanto tempo se conheciam pareciam íntimos, isso é certo, mas sabemos que essas proximidades dentro de um grupo enganam bem. se você separar o todo e aleatoriamente escolher um e outro pra sentar…

Aline Bei: Nunca mais se viram

  estavam frente a frente mas já não estavam ali no restaurante da rua 12 onde no começo tudo se resolvia num abraço, agora as conversas facilmente viravam gritos, ninguém queria carregar a culpa uma vez ela jogou a taça de vinho em direção a cabeça dele não acertou por pouco, o rubro espalhado pelo…

Aline Bei: chuva no fundo da boca

  não pretendo ficar olhando pro céu o dia todo, preciso talvez só de mais cinco minutos, alguma coisa no chão me dando forças, penso que o próprio chão com suas camadas debaixo da terra ou seja: ainda não é o fim. não quero morrer, apesar que tenho começado a compreender os suicídios, a vida…

Aline Bei: encontrar

  enfrentamos uma escada em caracol antes de chegar no apartamento. subi olhando pra cima, me apoiando no corrimão, o teto cada vez mais próximo. me lembrei de repente da caixa que encontrei na casa da minha mãe cheia de recortes de revistas e alguns desenhos que ela fazia, eu tratava aquilo como um tesouro,…

Aline Bei: Uniforme

  eu corria pelo pátio, fugindo dos marimbondos e do sol em busca do melhor lugar pra tomar meu lanche com a Giovana que nunca queria tomar lanche comigo, eu gostava dela   -é isso que me assusta.   -o que?   -teu jeito.   e fugia, me deixava plantada comecei a entender as árvores…