Ivan Nery Cardoso: Mané

  Não bastava ser chamado de Mané – seu nome mesmo era José Manuel das Couves –, o Mané também era assombrado por fantasmas. Melhor dizer fantasma, no singular, pois era um, o mesmo, durante anos lhe fazendo aparições: um velho carrancudo, meio curvado, a cara toda quebrada por rugas. Usava a mesma roupa: terno,…

Renata Py: Amor por aí

  Em São Paulo, na sua caótica realidade, é possível encontrar numa caminhada sutilezas que contrastam com sua paisagem dolorosa. Como a resiliência de alguma muda de planta, que insiste em viver em meio ao concreto mal colocado, moradores de rua que lhe devolvem sorrisos em sua dura existência, milhares de dizeres em cartazes dos…

Mariana Salomão Carrara: A voz

Pelas tábuas de madeira da parede entra um sol fedido, suado, em feixes cintilantes de poeira e terra. O prato com metade do feijão e do arroz amanteigando no chão e o pé descalço do moleque pendendo da cama num balanço lento, quase um balanço de enforcado, mas pelo menos já chegou aos quinze anos,…